Fazer tecnologia para pessoas passa pela tecnologia inclusiva. Pensando nisso, a Microsoft anunciou uma nova linha de acessórios focados em acessibilidade. Veja como é:

Em seu anúncio, a empresa afirmou que a nova linha visa “capacitar as pessoas que podem ter dificuldade em usar um mouse e teclado tradicionais”. O novo mouse, botão e central de controle da empresa prometem facilitar a vida de diversas pessoas, atendendo às necessidades específicas de cada uma delas.

O botão adaptativo traz oito funções digitais programáveis e se conecta sem fio a outros dispositivos. Segundo a empresa, o dispositivo pode ser conectado ao novo Hub Adaptativo da Microsoft, que traz suporte para até outros três dispositivos via conexões sem fio ou USB-C.

Já o mouse pode ser usado somente como uma superfície com dois botões (e um botão de rolagem) ou ser acoplado a uma base que garante uma experiência de uso mais convencional.

O dispositivo também pode ser conectado a uma linha completa de acessórios criados através de modelos disponíveis para impressoras 3D.

microsoft

Segundo a companhia, os novos acessórios adaptáveis ​​da Microsoft fornecem um sistema altamente adaptável e fácil de usar. E ainda todos os produtos foram criados e testados com a ajuda das pessoas que mais vão se beneficiar deles.

“Um mouse e teclado tradicionais podem representar obstáculos para alguém com mobilidade limitada. Esses acessórios adaptáveis ​​podem executar uma variedade de funções, aliviando assim um ponto de dor para aqueles que acham difícil tirar o máximo proveito de seu PC”, escreveu o diretor de acessibilidade da Microsoft, Dave Dame.

Vale ressaltar que esta não é a primeira vez que a empresa cria dispositivos pensados para a acessibilidade. Em 2018, a empresa lançou o controle adaptativo do Xbox.

Apesar de já anunciados e listados na loja da Microsoft, o mouse, hub e botão adaptativos ainda não estão disponíveis para compra. Segundo a empresa, os periféricos devem chegar ao mercado ainda este ano, entre setembro e outubro.

Leia também: Apple, Google e Microsoft fazem pacto para acabar com as senhas.