Agora é um momento esquisito para lançar um telefone novo. Milhões de pessoas perderam o emprego, e aqueles que são capazes de trabalhar de casa são incentivados a ficar no recanto do lar, onde um smartphone não é tão importante assim. Empresas como Samsung e OnePlus lançaram recentemente dispositivos topo de linha muito bons, mas que são muito caros. No entanto, um smartphone ainda é uma necessidade, e agora os compradores têm uma nova opção: um novo iPhone SE, que não é tão caro e tem boas configurações.

A Apple está “revivendo” o iPhone SE para 2020, embora ele não se pareça com o SE pequeno que era amado por usuários com mãos pequenas.

O iPhone SE de US$ 399 (no Brasil, custa R$ 3.699) tem o mesmo jeitão do iPhone 8, de três anos atrás, com uma tela retina de 4,7 polegadas HD, molduras grossas e um botão home com TouchID. Mas a aparência não é tudo. Ao adicionar o processador A13 Bionic, o novo iPhone SE, provavelmente, terá desempenho igual ao do iPhone 11, muito mais caro, que foi o primeiro aparelho da marca a ter este chip.

Como o iPhone 8 e o iPhone SE original, o SE atualizado possui uma única câmera na frente e atrás. A lente traseira é uma grande angular de 12 MP e recebe um impulso do chip A13 Bionic, com suporte ao Smart HDR de última geração do iPhone 11 para fotos mais detalhadas, além do modo retrato para pessoas e efeitos de iluminação no modo retrato. A câmera selfie também permite fotos no modo retrato. O SE de segunda geração também pode gravar vídeos 4K a 60 fps, timelapse e conta com estabilização cinematográfica nas lentes frontal e traseira.

Diferente do SE original, o novo iPhone é feito de vidro e alumínio, e suporta carregamento sem fio via padrão Qi. Ele também vem com diversas opções de armazenamento — 64 GB, 128 GB e 256 GB — e conta com resistência à água.

Preços do novo iPhone SE no Brasil

Novo iPhone SE (64 GB) – R$ 3.699
Novo iPhone SE (128 GB) – R$ 3.999
Novo iPhone SE (256 GB) – R$ 4.499

Aqueles que esperavam ter todos esses recursos em um telefone com menos de 5 polegadas estão sem sorte. O primeiro SE tinha uma tela de 4 polegadas dentro de um corpo de 4,87 polegadas. O iPhone 8, o gêmeo do novo SE, tem um corpo mais longo de 5,45 polegadas.

Quando ouvi pela primeira vez os rumores sobre o iPhone SE, admito que não estava impressionada. Por que revisitar o iPhone 8? Ele não é tão pequeno quanto algumas pessoas querem e não possui as impressionantes câmeras da linha iPhone 11 Pro, da Apple. Mas agora parece que o novo iPhone SE foi projetado para esse período específico.

Normalmente, prefiro o FaceID ao TouchID, mas agora que uso uma máscara quando saio, tenho que digitar minha senha para desbloquear meu iPhone e para usar o Apple Pay no mercado. Confesso que eu gostaria de ter o TouchID de volta, pelo menos neste momento.

Touch ID no iPhone SE 2020
TouchID no iPhone SE (2020). Crédito: Apple

O novo iPhone SE está disponível nas cores preto, branca e Product(RED) e começam a ser enviados para clientes nos EUA em 24 de abril. No Brasil, ainda não há data para envio.

(Colaborou Guilherme Tagiaroli)