Um prestador de serviços da NSA foi preso pelo FBI e está sendo investigado sob a acusação de roubar dados secretos, segundo o New York Times.

• Yahoo é acusado de monitorar e-mails de usuários a pedido do FBI e da NSA
• Hackers ficam irritados porque ninguém quer pagar caro por ferramentas roubadas da NSA



Assim como Edward Snowden, esse prestador de serviço fazia parte da empresa de consultoria Booz Allen Hamilton, embora a natureza das informações que ele tenha recolhido seja muito diferente. Acredita-se que ele roubou o código-fonte de ferramentas feitas para invadir sistemas de países adversários dos EUA.

De acordo com o NYT:

O prestador de serviços é suspeito de roubar um “código-fonte” altamente sigiloso desenvolvido pela NSA a fim de invadir sistemas de computação de adversários como a Rússia, China, Irã e Coreia do Norte. Dois funcionários do governo afirmaram que a informação que o prestador de serviços é suspeito de ter roubado era obsoleta.

No mês passado, hackers afirmaram ter roubado ferramentas similares da NSA. Não está claro se os incidentes estão ligados.

Em um comunicado do Departamento de Justiça dos EUA, o suspeito é identificado como Harold Thomas Martin III, de 51 anos. No documento, o governo americano afirma que encontrou “informações altamente confidenciais” e “propriedades do governo com valor agregado superior a US$ 1.000” na casa de Martin. As acusações são de roubo de bens do Estado e crime de retirada não-autorizada e retenção de materiais sigilosos.

De acordo com o The Intercept, a casa de Martin foi vasculhada pelo FBI no dia 27 de agosto. Martin admitiu durante a operação que ele teria levado arquivos e documentos sem autorização.

A casa de Martin está borrada no Street View, mas não há informações sobre quem fez o pedido de remoção para o Google.

[New York Times, The Intercept]