Hoje em dia, o mouse é um dispositivo de entrada essencial para todos os computadores modernos.

Não dá nem para imaginar um computador sem ele. Mas você sabe quando e quem inventou o primeiro “rato do computador”? E como ele era?

O primeiro mouse foi concebido em 1964, pelo pesquisador norte-americano Douglas Engelbart, de maneira independente, ele construiu o primeiro protótipo de um mouse nos moldes em que o conhecemos e usamos hoje, com um detalhe muito importante, foi feito de madeira.

Não era uma época e alta tecnologia, mas Engelbart parecia estar à frente do seu tempo quando criou o dispositivo.

O item foi feito com um formato de uma caixa de madeira com um botão vermelho na parte superior dela.

Da parte inferior saía um cabo que lembrava muito o rabo de um rato. Daí começou a surgir o nome mouse.

Engelbart era um visionário, pois naquela época a maioria dos computadores ainda operava com cartões perfurados e outros métodos que não permitiam a interação do ser humano com a máquina. Até as interfaces de usuário eram muito raras, mesmo as que exibiam texto.

Como na época não existiam interfaces gráficas (janelas com botões, menus, etc), a invenção do pesquisador ficou restrita ao uso acadêmico até a década de 1980, justamente quando a Apple começou a vender os seus modelos Apple Lisa com mouse de fábrica, popularizando o uso.

Condecorado

Em 1997, o inventor americano ganhou o prêmio AM Turing, maior honraria em ciência da computação, por sua “visão inspiradora do futuro da computação interativa e a invenção de tecnologias-chave para ajudar a concretizar essa visão”.

Engelbart morreu aos 88 anos, em 2013. Mas seu legado foi e será eterno. Prova disso é que a maioria desses dispositivos de hoje, são uma réplica da invenção do pesquisador, não importa qual marca ou modelo, com ou sem fio, todos trazem a mesma essência do primeiro mouse de madeira do mundo.

Tem um desse em SP

Você sabia que é possível ver essa raridade ainda hoje? Existe um desse exposto no acervo do Museu do Computador em São Paulo.

Assine a newsletter do Gizmodo

E por falar em mouse, apesar de das inúmeras melhorias desde sua invenção la na década 1960, ainda existem alguns fatores que atrapalham os usuários, por exemplo, tamanho, dispositivos para pessoas canhotas e etc.

Pensando nisso, recentemente uma empresa suíça lançou um mouse considerado intermediário, nem tão simples e nem tão sofisticado, que vem com tamanhos diferentes para mãos grandes e pequenas e também com um modelo para canhotos. Confira aqui.