Desde que abriu, em 2009, o LHC vem ajudando a provar se o bóson de Higgs existe ou não. Os ciêntistas ainda não chegaram lá, mas eles encontraram a primeira partícula inédita do LHC: Chi-b 3P.

Tá, mas o que diabos é isso? Trata-se de um outro tipo de bóson — uma versão agitada das partículas Chi que já foram vistas em experimentos de colisão. Ele é feito com um “belo quark” e um “belo anti-quark” que se juntam.

E o que isso significa para nós? Bem, não muito. Mas o jeito que os dois quarks se juntam revela mais informações sobre o poder da força nuclear — e pode ajudar a identificar o bóson de Higgs. O professor Roger Jones, que trabalha no detector Atlas, do LHC, disse à BBC:

“Quanto mais nós entendemos do poder da força nuclear, mais nós entendemos uma grande parte de informações que vemos, que costuma ser o pano de fundo de coisas mais incríveis que estamos buscando, como o Higgs. Assim, isso nos ajuda a juntar entendimentos básicos que nós temos e precisamos para fazer a nova física.”

Estamos chegando lá. Devagar, mas chegando. [arXiv via BBC]