A temporada de lançamentos chegou, e isso significa que é hora de se preparar para o evento anual da Apple, que acontece sempre em setembro. Como no ano passado, problemas com a produção e a cadeia de fornecedores indicam que, provavelmente, não teremos muitos lançamentos nos próximos meses. Dito isso, temos quase certeza que o evento da próxima semana vai girar em torno do iPhone 13.

O evento acontece na próxima terça-feira, 14 de setembro, às 14h no horário de Brasília. Os convites que a Apple enviou contam com uma frase enigmática — desta vez, “Califórnia Streaming”. Provavelmente, vamos passar os próximos dias ponderando sobre o que isso significa. O fato é que reunimos abaixo tudo o que esperamos ver na próxima semana.

O iPhone 13 vai ser revelado?

Sim, o iPhone não deve atrasar este ano. Esperamos ver 4 novos modelos de iPhone 13 na semana que vem. Assim como aconteceu com o iPhone 12, a expectativa é que exista um iPhone 13, um iPhone 13 Pro, um iPhone 13 Pro Max, e um iPhone 13 Mini. Também não esperamos muitas mudanças em relação ao tamanho da tela, componentes ou na aparência do telefone, em geral. Em termos de design, a maior mudança antecipada até agora é um “entalhe” [ou “notch”, do inglês] menor para a câmera. Alguns especulam que a Apple vai incorporar o estilo adotado por alguns celulares Android. De acordo com alguns vazamentos, esse entalhe da câmera frontal deve ser reduzido a quase metade do tamanho.

Espera-se que o iPhone 13 tenha quatro modelos, nos mesmo tamanhos do iPhone 12. Imagem: Caitlin McGarry/Gizmodo

Além do tal “entalhe”, também é possível que os modelos Pro ganhem telas de 120Hz que usam a tecnologia LTPO. (As telas LTPO já deram as caras no Apple Watch, e são nada além de um display mais eficiente no quesito consumo de bateria e que tem resposta mais sensível ao toque). A linha do iPhone 13 também deve receber um novo (e mais rápido) chip A15, além de baterias maiores. Também não é surpresa para ninguém que a Apple deve melhorar as câmeras do iPhone 13. Ming-Chi Kuo, analista da Apple, previu há alguns meses que o iPhone 13 vai contar com lentes ultra-wide e terá melhor desempenho em situações onde há pouca luz. Também esperamos ver mais recursos de vídeo, incluindo no modo retrato, novos filtros e um formato ProRes [de compressão de vídeo] que favorece a edição. É possível, ainda, que o novo modelo tenha um suporte magnético com ímã mais potente (e um novo carregador MagSafe) e suporte para Wi-Fi 6E.

Outro boato recente insinuou que o iPhone 13 irá ter suporte para conectividade via satélite, que permitiria aos usuários enviar mensagens de texto e ligar de áreas sem 4G e 5G. No entanto, esse é um rumor que você não deveria comprar de cara. Mark Gurman, que trabalha para a Bloomberg e é um dos especialistas em produtos Apple mais confiáveis da atualidade, diz que tudo isso não passa de uma grande bobagem. Segundo Gurman, o iPhone 13 até pode ter um hardware bom o bastante para contar com isso no futuro, mas não é algo que será anunciado este ano.

O único boato com o qual não estamos muito entusiasmados é que a linha do iPhone 13 pode ser mais cara do que esperado inicialmente. Não está claro se isso vai valer para as quatro versões ou apenas para os dois modelos Pro. O fato é que, se o iPhone 13 ficar mais caro, a culpa é da escassez global de chips.

E os novos AirPods?

Parece que já se passaram 86 anos desde que falamos sobre os AirPods 3 pela primeira vez. Mas, agora, parece que poderemos vê-los na próxima semana — finalmente.

Espera-se que os AirPods 3 emprestem alguns detalhes de design dos AirPods Pro — como uma haste mais curta e um estojo menor. Previsões iniciais também mencionavam a presença de pontas de silicone, mas elas não apareceram em várias fotos que foram vazadas nos últimos meses. Essa, no entanto, pode ser a mudança mais drástica que a Apple fará. Não espere ver recursos premium, como cancelamento de ruído ativo ou áudio espacial — você terá que fazer recorrer aos AirPods Pro para ter acesso a eles.

Pense em algo parecido com estes aqui, mas com hastes menores. Imagem: Adam Clark Estes/Gizmodo

Também é possível que a Apple inclua o chip de banda ultralarga U1 nos AirPods 3. O sistema iOs 15 vai adicionar o recurso Precision Finding no aplicativo Find My para os AirPods Pro e AirPods Max. Para usá-lo, consumidores terão que vincular os AirPods a seus IDs Apple.

A Apple usou o chip U1 em muitos de seus produtos lançados recentemente. Sendo assim, não é absurdo pensar que isso pode se estender aos AirPods 3. (Atire a primeira pedra quem não se agachou para procurar um AirPod perdido). O chip U1 ficou de fora dos AirPods Max por ter um preço ridiculamente alto. Então, teremos que aguardar.

O iPad Mini finalmente vai ganhar um novo design?

O isolamento social durante a pandemia levou às alturas as vendas de tablets em 2020. Então, não surpreende que a Apple esteja interessada em renovar sua linha de iPads. Agora, parece que é a vez do iPad Mini.

O iPad Mini pode tomar dicas de design com o iPad Air. Imagem: Caitlin McGarry/Gizmodo

Supostamente, o novo iPad Mini vai passar pelas mudanças de design mais significativas desde o seu lançamento. Isso significa um espaço menor entre as bordas e a tela e a aposentadoria do botão “home”. Também podemos ver uma tela mini-LED, assim como a do iPad Pro, de 12.9 polegadas, lançada há alguns meses. Espera-se que o iPad Mini seja ligeiramente maior, algo entre 8.5 e 9 polegadas.

Quanto às especificações, rumores indicam que o Mini ganhará um processador A15 — o mesmo que a linha do iPhone 13. É possível que o Mini também ganhe entrada USB-C e um conector smart, o que sugere que a Apple possa estar preparando acessórios e periféricos para o dispositivo.

E essa história de que o Apple Watch vai ficar maior?

Comparado ao Series 6 e ao Watch SE, não há tantos rumores envolvendo o Apple Watch Series 7. O que sabemos, no entanto, é que, assim como o iPad Mini, o Series 7 vai passar pela mudança mais drástica de design desde o lançamento do Apple Watch, em 2015.

Fotos vazadas mostram um design de bordas planas, que remete ao iPhone 12 (e aos modelos mais antigos). Rumores indicam, também, que as telas serão um pouco maiores — aumentadas para 41 mm e 45 mm. Porém, ainda é uma aposta cravar que o lançamento do Series 7 realmente vai acontecer na semana que vem. Por causa da mudança de design, acredita-se que a Apple também precisou repensar os componentes internos. Isso causou alguns problemas de produção, e cabe a Apple conseguir resolvê-los com o tempo.

Um vislumbre das sessões de mindfulness que você poderá curtir no watchOS 8. Imagem: Victoria Song/Gizmodo

Quanto aos recursos, não espere nada transcendental em termos de monitoramento de saúde. Enquanto o Series 6 introduziu um sensor Spo2 e a função de leitura da oxigenação sanguínea, esta geração de Apple Watch — e o watchOS 8 — deve focar mais no mindfulness. Sabemos que a Apple está trabalhando em diversos recursos avançados de saúde no futuro, mas é improvável que eles sejam lançados com a Série 7. Certos rumores indicam que o monitoramento de glicose no sangue já deve estar na Série 7, mas, cada vez mais, parece que isso não vai acontecer.

A Apple vai anunciar novos programas da Apple TV?

Após a Apple ter estreado, no início deste ano, um novo modelo 4K, não esperamos que o lançamento de um novo modelo de Apple TV aconteça tão cedo. No entanto, é muito difícil ignorar os dizeres ‘California Streaming’, que aparecem no convite do evento. Embora isso possa ser apenas uma referência ao fato de que o evento está sendo transmitido ao vivo, não nos surpreenderia se a Apple decidisse anunciar novos títulos para seu serviço de TV premium.

Quando veremos os MacBooks M1X?

Estamos, já há algum tempo, no aguardo de MacBooks de 14 e 16 polegadas que usem os chips M1 de última geração. Eles devem ser lançados em algum momento ainda este ano. Mas não é lá muito provável que a Apple os inclua em seu próximo evento. Mark Gurman, da Bloomberg, afirma que é provável que conheçamos os computadores antes do final de novembro.

Assine a newsletter do Gizmodo

Como mencionamos anteriormente, é cada vez mais provável que a Apple realize vários eventos de lançamento neste outono. Esperamos que os dois novos MacBooks (e possivelmente um Mac Mini de última geração) sejam lançados em seguida. Mas, novamente, estamos falando da Apple — e eles sempre gostam de nos surpreender com aquele clássico “One More Thing” ao final dos eventos. Então, quem sabe?