Asimo, o robozinho mais fofo que você já viu, está se preparando para ajudar na recuperação de Fukushima.

O site PhyOrg reporta a nova razão de existir do Asimo. A Honda criou o Asimo há onze anos como parte de sua pesquisa em robótica e mobilidade humana. Ele evoluiu muito desde sua criação, e agora consegue carregar coisas, apertar mãos, e até mesmo andar e correr em superfícies irregulares. Além do mais, não dá vontade de dar um abraço nele?

O Asimo terá a parte de cima de seu corpo atualizada para aumentar a agilidade e mobilidade. É provável também que ele seja revestido com tiras resistentes para poder fazer manobras entre entulhos e detritos. Isso o deixará meio assustador, mas quem liga quando o objetivo é salvar vidas? Assim, ele será enviado ao reator Fukushima Daiichi, que continua bem caótico desde o tsunami e terremoto que atingiram o país no dia 11 de março.

O Asimo não será o primeiro robô enviado à Fukushima, mas sem dúvida será o mais amável. Só não pense em abraçá-lo quando ele voltar da missão. [PhyOrg]