O Google Music chegou prometendo todos os poderes mágicos da nuvem. Será que ele é o modo perfeito de consumir música digital? Bem, é isso que eles querem que você pense.

O Google Music não é perfeito. O usuário fica limitado ao que já tem de acervo (e ao que planeja comprar no futuro). Se a biblioteca for muito grande, o tiquete para entrar na nuvem pode custar uma pequena fortuna. Há uma divisão entre o app de músicas para desktop e o web app do Google. E, por enquanto, ele não é agnóstico com as várias plataformas. Mas o serviço perfeito de música existe — pelo menos em peças espalhadas por várias opções. Ele está lá, esperando para ser inventado, com as habilidades que os melhores serviços atuais oferecem.

LIVRE.
Em sua essência, o serviço de música perfeito ofereceria cada música já feita no mundo, para quando você quisesse ouvir, no aparelho que você quiser. O Rdio, o MOG, o Rhapsody e o Zune sabem disso. Infelizmente, eles ainda não podem oferecer tudo. E não vão fazer isso pelo próximos tempos, já que não é um modelo lucrativo. No entanto, um dia, a biblioteca de músicas será o menor dos problemas dos serviços.

SOCIAL.
A Microsoft sabia que essa era uma grande sacada quando lançou o Zune mas, ultimamente, eles não têm feito nada de interessante no assunto. A Apple, de forma extremamente cínica, lançou uma solução capenga para o iTunes, o Ping, mas ele só teve a atenção do público por cerca de 23 minutos.

O Rdio, no entanto, teve a ideia certa. Em vez de um elemento social ao redor de suas músicas, o componente musical circula o elemento social. O serviço força o usuário a ver o que seus amigos estão curtindo, ouvindo e adicionando à biblioteca. E o formato escolhido torna a absorção muito prática. Você basicamente segue as pessoas por curiosidade. Quais são os interesses delas? O que elas mais ouvem? Quem adicionou isso? Que zé mané. Unfollow.

UNIVERSAL.
A maioria dos serviços de música estão disponíveis na maioria dos aparelhos, de uma forma ou outra. Mas você quer saber qual é a grande beleza do ambicioso, mas ainda cru, sistema de baú na nuvem da Amazon? Ele pode ser acessado de qualquer navegador, seja ele no desktop ou na versão móvel. Não é preciso baixar nenhum app, nem se preocupar com compatibilidade. É só logar e curtir.

ZEN.
Feche os olhos e imagine seu acervo local e o acervo da nuvem como uma só entidade. Claro, você sempre terá acesso a milhões de faixas, mas sempre terá aqueles álbuns obscuros que você comprou em uma feirinha de rua, e você quer acessá-lo sempre também. O Lala foi um dos primeiros a juntar a biblioteca do iTunes com sua base de dados — e, com razão, fez isso melhor do que qualquer um. Agora, o Rdio irá juntar sua biblioteca também (apesar de ter alguns buracos perigosos). O Grooveshark permitirá que você faça upload de suas próprias músicas. O serviço perfeito dará acesso a uma biblioteca ilimitada de milhões de músicas, mas também terá um pequeno espaço na nuvem para você guardar aqueles álbuns raros que tanto te orgulham.

SÁBIO.
O sistema de música perfeito irá aprender sobre o que você gosta e usar isso de várias formas. Ele criará listas para você e fará a curadoria de estações de rádio, assim como o Pandora faz. Ele recomendará pessoas que você deve seguir. Mostrará também os artistas próximas àqueles que você mais gosta e outros que você possam te intrigar de alguma forma. Mas também terá o senso de entender seu gosto e recomendar lançamentos fresquinhos. Quando você não souber escolher o que quer ouvir, ele fuçará e encontrará um álbum, ou faixas, sem que você indique um caminho. Ele saberá o que você anda ouvindo ultimamente, e saberá que tipo de música você gosta de ouvir em determinados horários do dia. E como o rádio, que ainda tem esse poder de forma esporádica, ele também te surpreenderá.

QUE FALE PORTUGUÊS.
O principal ponto importante para nós, brasileiros: que ele não seja apenas perfeito nos EUA ou na Europa. Que ele funcione no Brasil e entenda que há sim um cenário interessante para a música digital no país. O serviço mais completo que temos por aqui hoje, o Sonora, do Terra, ainda passa vergonha se comparado às soluções internacionais. O preço ainda é alto para o acervo disponível e pouco tempo foi necessário para surgirem as primeiras críticas. Mas, ei, nós também queremos brincar com o serviço perfeito.

Um dia, este serviço existirá. Não é que as empresas por trás dos serviços atuais não sabiam quais são os ingredientes perfeitos, eles sabem muito bem. Mas eles ainda não têm como torná-lo algo palatável para as massas enquanto fazem dinheiro. E como as empresas de tecnologia mais inovadoras e impressionantes, o serviço de música mais inovador e impressionante do mundo encontrará seu lugar ao sol no futuro.