Se ter um plano de internet fixa limitado irrita, imagine a velocidade da internet ser reduzida, especialmente se você paga por um plano ultra-rápido e sem limites. De acordo como Ars Technica, a operadora norte-americana Cox Communications não apenas quer que certos clientes parem de usar tantos dados, como também está punindo bairros inteiros para esses assinantes consumirem menos.

Mike, que é assinante do plano de internet gigabit da Cox em Gainesville, na Flórida (EUA), paga US$ 150 por mês por dados ilimitados com velocidades de download de 1 Gbps e upload de 35 Mbps. Ele disse ao Ars Technica que começou a receber avisos da Cox em maio de 2020, alertando-o de que seu uso de dados de upload era “extraordinariamente alto” e, se ele não fizesse reduções, seu contrato poderia ser encerrado.

No entanto, a política de uso da Cox não especifica explicitamente a quantidade de dados que considera extraordinariamente alta, especialmente para alguém que paga US$ 50 a mais especificamente para se livrar do limite de dados.

Segundo o Ars Technica, Mike disse que só usa bastante a internet entre 1:00 e às 8:00, no momento em que o tráfego de internet é mais baixo, como parte de seu trabalho que exige backups de dispositivos agendados e compartilhamento de dados em vários canais criptografados. Ele também observou que usou entre 8 TB e 12 TB de dados no mesmo plano nos últimos quatro anos, mas seu tráfego de dados durante o horário regular está alinhado com o que a maioria das pessoas normalmente usaria.

“A Cox deveria atualizar sua infraestrutura em vez de congestionar os pontos de rede e embolsar uma receita recorde”, disse Mike ao Ars Technica.

Como notado pelo Ars Technica, uma rede grande de banda larga, como a da Cox, deveria ser capaz de lidar com esse tráfego de upload, especialmente nas primeiras horas da manhã, e estamos falando aqui de uma taxa de 35 Mbps. Mas, de acordo com um e-mail que Mike recebeu da Cox, seu uso de banda larga estava “causando um impacto negativo” na rede da operadora e para os seus outros clientes da área.

A Cox também disse a Mike que a empresa estava reduzindo sua velocidade de upload de 35 Mbps para 10 Mbps — para todo o bairro — até 15 de julho. O Gizmodo procurou a Cox para esclarecer se isso era apenas o resultado do uso de internet do Mike e se os clientes teriam redução da mensalidade como resultado, mas a Cox ainda não respondeu o pedido do Gizmodo.

No entanto, a Cox confirmou ao Ars Technica que estava diminuindo a velocidade de upload — de seus 35 Mbps habituais no plano para 10 Mbps — em certos bairros onde eles acreditavam que “o desempenho pode ser melhorado para todos os clientes daquela região, aumentando ou mantendo temporariamente velocidades de download e alterações na velocidade de upload de alguns de nossos serviços”.

A empresa considera 10 Mbps como “bastante velocidade para a grande maioria dos clientes” (Por exemplo, se você estivesse tentando fazer upload de um arquivo de 50 GB, levaria pouco mais de 12 horas a 10 Mbps). Mas também dizia que usuários como Mike “estão causando problemas de congestionamento em um pequeno número de bairros, utilizando mais de 100 a 200 vezes a largura de banda de upload do que clientes médios”.

Alguns usuários do Reddit estão passando pela mesma situação, vendo o tráfego diminuir ou recebendo pedidos similares para reduzir o uso de internet. A Cox foi uma das muitas companhias que se comprometeu a não rescindir planos de internet até 20 de junho devido à pandemia de COVID-19. A empresa também disse que abriria mão de taxas de atraso, porém não havia nenhuma menção de limitar a internet ou a velocidade dos clientes.