Ciência

Orangotango é visto usando plantas medicinais para curar uma ferida pela 1ª vez

Orangotangos estão entre os primatas mais inteligentes e agora pesquisadores descobriram uma nova habilidade dos animais
Imagem: Wikimedia/Reprodução

Um orangotango da ilha de Sumatra, na Indonésia, foi flagrado por pesquisadores tratando uma ferida usando plantas medicinas. Sim, automedicação. O bicho se feriu abaixo do olho direito durante uma briga com outro animal. Três dias depois, o orangotango chamado Rakus parecia tratar a ferida usando uma planta conhecida por suas propriedades analgésicas.

A atitude de Rakus chamou a atenção dos pesquisadores de Suaq Balimbing, uma área protegida de floresta tropical na Indonésia.

Segundo disseram os cientistas à agência de notícias Reuters, o orangotango mastigou as folhas da planta para produzir uma espécie de pasta. Aí então Rakus espalhou repetidamente na ferida e depois aplicou o material vegetal mastigado diretamente na lesão, muito parecido com um curativo administrado por médicos.

Rakus também comeu a planta, uma trepadeira perene comumente chamada de Akar Kuning (Alamanda Roxa) – nome científico da Fibraurea tinctoria.

Pesquisadores do Instituto Max Planck de Comportamento Animal (Alemanha) publicaram um artigo descrevendo o caso na revista Scientific Reports.

“Até onde sabemos, este é o primeiro caso documentado de tratamento ativo de feridas com uma espécie de planta com propriedades médicas por um animal selvagem”, disse à Reuters uma das autoras do estudo, Caroline Schuppli, bióloga evolucionista do instituto.

“Os orangotangos selvagens adquirem seus conjuntos de habilidades por meio do aprendizado social observacional, e as habilidades são transmitidas de geração em geração. A população onde esta observação foi feita é conhecida por seu rico repertório cultural, incluindo o uso de ferramentas em diferentes contextos”, completou.

Inteligência dos orangotangos

Os orangotangos estão entre os primatas mais inteligentes. Alguns experimentos indicam que os orangotangos podem demonstrar a compreensão da permanência do objeto.

Além disso, o Zoológico de Atlanta tem um computador touch screen, onde os seus dois orangotangos jogam. A primatóloga Birutė Galdikas observou o uso de ferramentas, assim como os outros grandes primatas.

Os orangotangos, nativos da Indonésia e da Malásia, habitam exclusivamente as florestas tropicais de Bornéu e da Sumatra.

Os orangotangos são os primatas mais arborícolas e passam a maior parte do seu tempo nas árvores. O seu pelo é tipicamente marrom-avermelhado, ao contrário do pelo dos gorilas e dos chimpanzés.

Assine a newsletter do Giz Brasil

Gabriel Andrade

Gabriel Andrade

Jornalista que cobre ciência, economia e tudo mais. Já passou por veículos como Poder360, Carta Capital e Yahoo.

fique por dentro
das novidades giz Inscreva-se agora para receber em primeira mão todas as notícias sobre tecnologia, ciência e cultura, reviews e comparativos exclusivos de produtos, além de descontos imperdíveis em ofertas exclusivas