O Orbis tem metade do tamanho do Segway no qual foi inspirado. Mas não deixe este dado te enganar, porque ele é facilmente duas vezes mais legal. Especialmente se você for o Wozniak jogando Pólo sobre rodas.

Fatos são fatos: menos rastros; maior mobilidade em lugares apertados; facilmente dobrável para que você possa esconder da gata que vem jantar aí esta noite; faz 20 km/h; completamente portátil; elétrica. Isso tudo é assumindo, claro, que você dá a mínima para o Segway pra início de conversa.

Pontos negativos? É claro que há um enorme problema de equilíbrio aqui, mas os designers podem dar um jeitinho nisso com a ajuda o dinheiro do Woz, certo? Senão o que vai te impedir de cair como um saco de batatas quando você parar?

Pena que é apenas um conceito no momento. Uma mera visualização do sonho de algum empresário rico. Mas isso vai mudar, ah, se vai. A cultura do Segway exige. [James Dyson Award via Design Blog]