A chegada oficial do Google Reader ao Market, o retorno de um player clássico de músicas e… mais Angry Birds! Semana cheia para os usuários de Android atualizarem seus robozinhos. Confira os melhores da semana para a plataforma do Google.

 

Google Reader (grátis): depois de tanta espera – desde os tempos do G1 – o Google finalmente lançou seu aplicativo oficial do Google Reader. E ele é bem bom. Segundo nosso camarada Whitson Gordon, do Lifehacker:

O aplicativo é basicamente uma versão compilada do Google Reader, com busca completa e habilidades para se inscrever em outros feeds diretamente pelo aplicativo. É possível usar várias contas, sincronizar suas preferências e compartilhar artigos com os amigos (além de poder ver os artigos compartilhados por eles).

Uma das grandes sacadas é o uso das teclas de volume para passar pelos feeds, além de usar o botão menu para compartilhar algo pelo Facebook, Twitter ou Buzz. Se você usa muito o Google Reader e ficava caçando as opções menos piores pelo Market, você irá gostar muito dele – da nossa lista de melhores apps para leitura de RSS, ele bate todos. 
– Casey Chan

DoubleTwist AirSync (U$2,99): O doubleTwist colocou no ar seu AirSync, a melhor solução do Market para sincronia via Wi-Fi de músicas, fotos (sim!) e vídeos (sim!!!) direto para seu aparelho com Android. Não é exagero chamá-lo de um digno “iTunes para Android”. Ele oferece um sistema fácil e prático de sincronia, uma das falhas do Android até então. Ele é bonito no Android e prático no computador – o cliente de desktop foi atualizado e não tem mais tantos bugs e lentidões. É só juntar um notebook, um Android e uma rede Wi-Fi e pronto. Atualmente ele custa U$2,99, mas aumentará para U$4,99 em breve. 
– Casey Chan

Angry Birds Seasons (grátis): sim, mais Angry Birds! E alguém reclamaria de mais fases de Angry Birds, por acaso? São 25 novas fases – que serão abertas diariamente – com motivos natalinos, neve e roupas vermelhas. Para completar, ele também vem com as 45 fases de Halloween que foram primeiro para o iPhone, para acalmar os usuários mais revoltados com a escolha da Rovio. Ele é um aplicativo novo, então não basta procurar uma atualização do Angry Birds, é preciso baixá-lo direto do Market.  
– Casey Chan

TuneIn Radio (grátis): uma das falhas da maioria dos Androids é a ausência de rádio FM. “Ah, mas rádio é tão anos 90, seus velhos”. Bem, pelo menos ter a opção é sempre bom, não? Completo, o TuneIn Radio faz um remendo na falha, oferecendo milhares de rádios de incontáveis países para você ouvir via Wi-Fi ou 3G. As rádios podem ser escolhidas em abas como músicas, esportes, debates ou rádios locais. Aqui no Brasil, o TuneIn Radio brilha muito nas frequências, carregando com facilidade todas as rádios oficiais no padrão FM. Algumas rádios informam o nome do programa e a música que está sendo tocada. De quebra, ele recomenda rádios similares, além de colocá-las nos favoritos. Uma mão na roda para quem ainda não largou a mania do radinho. – Leo Martins

Winamp (grátis): Depois de algumas semanas (e 500 mil downloads) em formato beta, o Winamp para Android é agora posse do público geral. O aplicativo permite algumas artimanhas, como sincronia via Wi-Fi, sincronia com Last.fm e possibilidade de ser controlado via widget. Um retorno em grande estilo de um dos players de desktop mais clássicos da história. – Kat Hannaford

Pocket God (U$0,99): Como na versão para iOS, o Pocket God é um joguinho simples onde você “joga como Deus”, controlando alguns pigmeus numa ilha. Basicamente: jogando ele longe, controlando a temperatura e basicamente fazendo de tudo para tornar a vida deles um inferno. São 5 “ilhas” diferentes para o jogo não enjoar rápido. E ele conta com atualizações frequentes (pelo menos no iOS), então talvez valha a pena gastar um dólar nele. – Casey Chan 

Pac Man Championship edition (US$ 3,99): Não é exatamente novidade, mas como a lisérgica (e melhor) versão do Pac-Man voltou a aparecer nos consoles mês passado, vale visitar o fantasminha no seu Android, em promoção até quinta-feira. A versão gratuita está sempre na lista dos mais vendidos baixados, mas a full tem bastante coisa boa, como seis modos de jogo, incluindo o com tempo pré-definido, um hit. (Dica do leitor Marcello Baungratz)