O período de festas está se aproximando, mas, de acordo com um estudo publicado no Journal of Consumer Psychology, você não deve perder seu tempo embrulhando impecavelmente os presentes que comprou – as pessoas estão mais inclinadas a gostar do que está dentro se os presentes forem mal embalados.

A suposição comum é que, se alguém lhe entregar um presente que parece como se a pessoa tivesse passado uma semana embrulhando perfeitamente, o que está dentro deve ser espetacular para justificar todo o esforço. É exatamente o que acontece, mas essa suposição pode realmente ser um prejuízo para quem está entregando o presente, porque um trabalho meticuloso de embrulho aumenta as expectativas sobre o próprio presente, o que mais frequentemente leva à decepção.

Para testar essa hipótese, pesquisadores e professores da Universidade de Nevada, Reno, especializados em marketing, pediram a um grupo de participantes do estudo para abrir um presente que fosse embrulhado com imenso cuidado ou desleixadamente. Todos os participantes foram escolhidos especificamente porque se identificaram como fãs do time de basquete do Miami Heat, mas dentro dos presentes embrulhados havia uma caneca do Miami Heat, que seria ostensivamente preferida pelos fãs do time, ou uma caneca com o logotipo do Orlando Magic.

Depois de abrir o presente, cada participante classificou-o, respondendo a uma série de cinco perguntas, e os resultados do estudo revelaram surpreendentemente que o presente embrulhado desleixadamente foi melhor recebido em geral, mesmo pelos fãs do Miami Heat que encontraram uma caneca do Orlando Magic.

Para confirmar suas descobertas, os pesquisadores realizaram outro experimento em que um grupo de participantes recebeu imagens de presentes embrulhados de maneira agradável ou desleixada e, em seguida, perguntou quais eram suas expectativas sobre o que havia dentro. Quando o conteúdo do presente foi revelado aos participantes (um par de fones de ouvido JVC), eles avaliaram se o presente correspondia ou não às expectativas relatadas anteriormente. O segundo experimento constatou que as expectativas para a versão bem embrulhada do presente eram muito mais altas, mas o presente em si foi classificado como menos favorável pelos que viram as imagens da melhor embalagem.

No entanto, talvez você não queira embalar de qualquer jeito todos os presentes que planeja dar durante as festas. Pode ser uma tática útil para amigos e familiares que sabem que você já gosta deles, mas um terceiro experimento realizado pelos pesquisadores descobriu que há uma chance maior de que um conhecido (onde um relacionamento favorável seja menos estabelecido) goste do presente quando estiver embrulhado de maneira bem feita, pois o tempo extra e os cuidados tomados são uma indicação de que o doador de presentes vê o relacionamento como importante e que vale a pena continuar.

Se você precisar dar um presente em uma festa do escritório, reserve alguns minutos extras para garantir que tudo seja feito da maneira certa. Mas quando se trata de seus amigos e familiares, não se preocupe com cortes tortos, padrões desalinhados e laços que fazem parecer que você nem sabe amarrar os sapatos.