O voo da sonda New Horizon por plutão deu aos cientistas uma quantia inimaginável de novos dados, considerando que antes eles só tinham alguns pequenos trechos pixelados. Além de informações adicionais de mapas geológicos, a New Horizon forneceu algumas imagens deslumbrantes.

>>> Nova imagem da New Horizons mostra as camadas da atmosfera de Plutão
>>> NASA descobre que Plutão tem céu azul e água congelada vermelha



A imagem que abre o post, cujas cores foram processadas, mostram o Polo Norte de Plutão. Para te dar uma ideia de escala, a parte de baixo da foto está a uma distância de quase 34 mil km transversalmente da sonda. Então, esses cânions e abismos congelados que você está vendo são gigantescos. Na composição deles acredita-se que há gelo de metano e nitrogênio.

Sobre os cânions mais extensos, explica a NASA:

O maior desses cânions (destacado na imagem abaixo na cor amarela) tem cerca de 75 km de largura e fica próximo ao Polo Norte de Plutão. Os que ficam em posição paralela a este a leste e oeste (destacados na cor verde) têm aproximadamente 10 km de extensão. As paredes degradadas desses cânions parecem ser muito mais velhas que as outras cadeias de desfiladeiros encontrados anteriormente no planeta-anão, talvez pelo fato de que os cânions polares são mais antigos e são feitos de materiais mais fracos. Estes cânions também mostram evidências de um período tectônico antigo.

polonorteplutaoanotado

A imagem foi obtida pela New Horizons no dia 14 de julho de 2015, 45 minutos antes de chegar ao ponto mais próximo de Plutão, há cerca de 34 mil km. No entanto, só foi divulgada hoje pela NASA. Então, pode esperar que deve vir ainda muito mais novidades sobre Plutão.

[NASA]

Créditos das imagens:  NASA/JHUAPL/SwRI