Se por acaso você tivesse que responder qual a parte mais importante e que demanda mais tecnologia de uma impressora, o que você responderia? O motor ? Os roletes? Ou, quem sabe, o circuito elétrico  Bom, temos de concordar que estes são alguns dos elementos essenciais, sem eles, de fato, não haveria impressão. Entretanto, o grande segredo é algo considerado simples pelos leigos: os cartuchos de tinta.

Ao contrário do que é comum imaginar, o cartucho não é só um mísero pedaço de plástico com tinta em seu interior. Na verdade, ele é a parte mais incrível da sua impressora. Isso porque cerca de 70% da tecnologia de impressão – lê-se aqui alta tecnologia e muitos anos de desenvolvimento e pesquisa na fabricação- está no cartucho.

Certo. Realmente há muita ciência, mas como ela é empregada no momento em que você aperta o botão para imprimir? Quem explica isso é Thom Brown, especialista em tecnologia de suprimentos na HP.

De acordo com ele, um cartucho HP comum, por exemplo, contém cerca de quinhentos bicos injetores de tinta, cada um deles com a largura de um terço de um fio de cabelo humano e que são controlados individualmente pelo firmware da impressora. Quando você decide imprimir um arquivo, um circuito integrado envia as instruções para estes injetores em uma reação muito rápida e explosiva.

A partir deste sinal verde, pulsos de energia criam uma bolha de ar superaquecida (300 graus Celsius) que força as gotas microscópicas de tinta para os injetores e, consequentemente, para a página. Parte dessas gotas evaporam, gerando uma expansão que propele a tinta remanescente a 50 km/h e em uma repetição de 36.000 vezes por segundo. Isso faz com que a gota não seja afetada por correntes de ar, vibrações ou mesmo gravidade enquanto percorre o longo caminho até o papel.

Por sinal, é longo mesmo. O percurso transformado da visão micro para a macro é o equivalente a uma moeda caindo de um prédio de 30 andares e acertando uma pequena circunferência localizada na calçada. Essa precisão não é nada fácil, porém bastante necessária, já que estamos trabalhando na área de subpixels e eles são um dos responsáveis pela qualidade da impressão. Saiba mais assistindo ao vídeo.

Mas, você deve estar se perguntando: todos os cartuchos funcionam desta maneira? Inclusive se eu recarregá-los? Bom, os cartuchos não são iguais – apesar de parecerem bem semelhantes por fora e recarregá-los faz com que você perca muitos dos benefícios disponíveis. No caso dos cartuchos HP, a precisão no disparo da tinta, a durabilidade do que foi impresso e a resistência à água. Além disso, de acordo com o Estudo da Buyers Laboratory, 58% dos cartuchos recarregados falham durante o uso e rendem menos em comparação aos cartuchos de tinta originais HP, que imprimem, em média, até 86% mais páginas do que os recarregados*.

Assim como os cartuchos são diferentes, os perfis dos usuários também não são iguais. Ou seja, há pessoas que imprimem muito, outras nem tanto; há quem precise de impressões com cor, outras não. Para atender a estes diferentes perfis, a HP tem diversas opções de cartuchos.

O modelo XL, por exemplo, oferece alto rendimento e é indicado para impressões de grandes volumes e com menor custo por página, pois imprimem até 50% **mais páginas do que o modelo Standard. Este, por sinal, é feito para quem precisa de impressões de alta qualidade com aparência profissional. Há ainda o Ink Advantage Ultra (cartucho 46), de packs duplos ou triplos, que oferece uma economia de 25% e 33%, respectivamente.

Interessou-se por tantas vantagens? Adquirir os cartuchos HP também é sinônimo de comodidade, afinal você é quem escolhe a plataforma que mais se adapta a sua rotina: o site HP, o aplicativo Sure Supply, disponível para iOS e Android, ou ainda o serviço de Auto-Delivery, disponível para empresas, que irá enviar um cartucho novo automaticamente, no momento em que o nível for identificado como baixo pela equipe HP.

Quer saber mais sobre as mais novas soluções e testes com os cartuchos originais HP? Confira os vídeos do Thom e Rob, especialistas no assunto.

*Fonte: Estudo da Buyers Laboratory LLC. 2015 para HP. Leia aqui o material completo.

**Média baseada na ISO/IEC 24711 ou metodologia de teste e impressão contínua da HP. Preços de mercado de Abril 2016, em comparação do custo por página do modelo HP 22XL com o custo por página do HP22 tamanho padrão. O rendimento real varia consideravelmente de acordo com o conteúdo das páginas impressas e outros fatores. Para mais informações sobre o rendimento, visite hp.com/go/learnaboutsupplies.