Em 2012, a Apple decidiu processar a Samsung, acusando a companhia sul-coreana de copiar itens de hardware e software do iPhone. Esta treta foi resolvida após quase sete anos de briga. No entanto, agora, a bola da venda da onda dos processos é a fabricante de chips Qualcomm, que está em guerra contra a Apple.

Após conseguir banir a venda de iPhones na China, a mais nova vitória da companhia norte-americana de chips foi na Alemanha, onde conseguiu proibir a venda de iPhones 7 e 8 nas lojas oficiais da Apple — em lojas de terceiros, como varejistas e operadoras, não muda nada.

• Qualcomm acusa Apple de roubar tecnologia de seus modems e repassar à Intel

Segundo a corte distrital de Munique (Alemanha), o motivo é que a Apple supostamente infringiu patentes da Qualcomm relacionadas à economia de energia dos smartphones. De modo geral, os telefones alvos da ação são os que contam com chips Intel e peças de um outro fornecedor chamado Qorvo. O processo descreve que os aparelhos da Apple violam uma patente da Qualcomm que ajuda aparelhos economizarem bateria enquanto enviam e recebem sinais sem fio.

Na China, a Qualcomm conseguiu também uma vitória parcial ao proibir por certo tempo a venda de iPhones do 6s ao X. No entanto, a Apple soltou uma atualização, segundo o Financial Times, que resolveu os problemas. No caso da Alemanha, o processo parece ser um pouco mais difícil de contornar, pois tem relação com hardware.

Em um comunicado enviado à CNBC, a Apple criticou a Qualcomm

:

“A campanha da Qualcomm é uma tentativa desesperada de distração dos problemas reais entre as nossas companhias. A tática deles, nas cortes e nos negócios do dia a dia, está prejudicando a inovação e os consumidores. A Qualcomm insiste em cobrar taxas exorbitantes baseadas em um trabalho que eles não fizeram e que eles estão sendo alvo de investigação por governos de todo mundo pelo comportamento deles. Estamos decepcionados pelo veredicto e planejamos apelar.”

A Qualcomm, também via comunicado, dá o seu lado da história:

“Duas respeitadas cortes em duas distintas jurisdições nas duas últimas semanas confirmaram o valor das patentes da Qualcomm e declararam que a Apple é uma infratora, ordenando o banimento de iPhones nos importantes mercados da Alemanha e da China.”

Toda essa discussão é parte de uma briga maior entre as empresas, na qual a Apple alega que a Qualcomm usa táticas anti-competitivas para proteger o monopólio dos seus chips de modem, que ajudam os aparelhos a se conectarem à internet. A Qualcomm, por sua vez, acusa a Apple de violar suas patentes.