A Huawei está de volta ao Brasil com o pomposo P30 Pro, smartphone com conjunto de câmeras pouco usual – são quatro sensores no total. A marca, no entanto, não está sozinha nessa: a Samsung trouxe o Galaxy S10+ com câmera tripla. Na briga, ainda há o iPhone Xs Max, que de jeito nenhum pode ser desconsiderado – o celular da Apple pode até ter apenas dois sensores na traseira, mas para muita gente ainda é referência de qualidade quando se trata de fotografia.

Apesar de estarem todos no segmento dos topo de linha, há propostas diferentes em campo: o Huawei P30 Pro pula o zoom óptico de 2x presente no Galaxy S10+ e no iPhone XS Max e vai direto para o zoom óptico de 5x, por exemplo. Já o iPhone não consegue brigar nas imagens grande angulares; enquanto os concorrentes possuem uma lente de ângulo aberto, o aparelho da Apple fica no tradicional.

O Gizmodo Brasil saiu com os três celulares para colocar as câmeras frente a frente em um comparativo. Confira:

Preços

O Huawei P30 Pro tem 8 GB de RAM e 256 GB de armazenamento. O preço sugerido é de R$ 5.499;
A versão base do Galaxy S10+ também tem 8 GB de RAM e 128 GB de armazenamento. O preço é o mesmo: R$ 5.499;
O iPhone XS Max, por sua vez, tem preço obsceno, com a versão base com 64 GB de armazenamento saindo por R$ 7.999 no site oficial da Apple.

As fotos

No geral, é difícil apontar o vencedor unânime desse embate. Os três celulares tiram fotos fantásticas e se saem bem em todos as cenas – mas cada um tem o seu destaque. Existe também uma pitada de gosto aqui, afinal, tem gente que curte fotos mais saturadas, enquanto outros querem que suas imagens fiquem com as cores mais próximas daquilo que está vendo ao vivo.

Mais uma vez, as cores são bem diferentes de uma foto para a outra. Destaco aqui que o P30 Pro e Galaxy S10+ fizeram um trabalho melhor em deixar todos os detalhes visíveis, inclusive o cenário da janela.
Dando uma olhada no zoom óptico de cada celular, agora em fotos noturnas.
No zoom, não tem brincadeira para o P30. Enquanto o iPhone XS Max e Galaxy S10+ possuem lentes de zoom óptico de 2x, o celular da Huawei ostenta 5x – isso significa que se você quiser aproximar 2x no P30, terá um resultado de zoom digital.
Quando tons fortes aparecem, o processamento das imagens fica escancarado.

Em fotografias à luz do dia, fica evidente o processamento de imagem de cada aparelho. Todos utilizam o HDR – técnica que tenta equilibrar diferentes exposições, mesclando uma imagem mais escura com outra mais clara para evidenciar todos os tons. O Galaxy S10+ é o que deixa as alterações mais evidentes – o céu sempre está mais vibrante nas imagens tiradas por ele. O iPhone XS Max tenta manter o equilíbrio, enquanto o P30 Pro geralmente deixa as regiões mais claras ainda mais claras – ainda que não chegue a estourar a região.

O sentimento foi de que à noite o Galaxy S10+ fica um pouco para trás. Nas imagens que mostram a Avenida Paulista e os carros, é evidente que a fotometria do P30 Pro e do iPhone XS Max está melhor – as luzes dos carros não roubam todo o espaço e você consegue ver o asfalto, com a imagem do iPhone um pouco mais quente.

Coloco aqui um asterisco na foto do MASP: esteticamente, a fotografia tirada pelo iPhone é a que menos me agrada. No entanto, são as cores mais próximas do real. O P30 Pro mostra muitos detalhes, o vermelho da coluna está bacana, mas o céu estava longe de parecer tão claro – e foi nessa imagem que o Galaxy S10+ se sobressaiu em fotos noturnas.

O iPhone XS Max brilha no modo retrato. De dia, o retrato do aparelho da Apple é que tem mais detalhes do rosto da pessoa, um bom recorte da silhueta e cores equilibradas. O P30 Pro deixa as sombras mais escuras e os pontos de luz no rosto mais evidentes. Já o S10+ falha no recorte no ombro, deixa as cores mais “pasteis” e parece passar um filtro que suaviza os detalhes da pele – dá para reparar que os pontinhos da barba mal aparecem.

Para retratos à noite, aplica-se a mesma descrição e aí fica mais evidente a vantagem do iPhone sobre a concorrência – com o agravante do desfoque do S10+ ficar artificial e do P30 Pro exibir muitas fugas de luz.

Nas selfies, o iPhone XS Max também leva vantagem, com cores mais naturais e detalhes do rosto mais evidentes. O S10+ vem logo atrás, com pouca desvantagem. Já o P30 Pro não me convenceu nessa modalidade.

O modelo da Apple fica atrás nas grandes angulares. O correto nem é atrás, até porque o aparelho nem tem essa característica. E quando olhamos para as fotos de ângulo aberto do Huawei P30 Pro e do Samsung Galaxy S10+, o ponto vai para os chineses. O P30 Pro não exagera no HDR, enquanto o S10+ torna algumas cores vibrantes demais. À noite com a grande angular, o P30 tem vantagem também.

No quesito zoom óptico de 2x, quando a briga se restringe entre Apple e Samsung, pouco percebi de diferenças. Me pareceu que à luz do dia, o S10+ ficou um pouco na frente, com mais detalhes e cores mais interessantes, ainda que ligeiramente superprocessadas. À noite, o sensor secundário da Apple fotometrou melhor.

Agora, o P30 Pro não sabe brincar de zoom. Passa logo para o 5x óptico e depois para 10x híbrido. A quantidade de detalhes que o smartphone consegue capturar é absurda, mas vejo cenários muito específicos em que tanto zoom é útil. Pensa em quantas vezes você precisou perdidamente do zoom óptico de seu celular? No meu caso, foram poucas.

Resumindo

Em testes feitos por sites especializados, dizem que o Huawei P30 Pro é o líder, com o S10+ três pontos atrás e o iPhone XS Max sete pontos a menos que o modelo na ponta. A gente não fez testes tão aprofundados e me pareceu que em determinados momentos um deles assume a ponta e logo depois o outro se mostra na dianteira.

Qualquer que fosse o meu celular, eu teria certeza que ele tira fotos incríveis, em quase todas as situações imagináveis.

Atualizado às 18h55 com informação correta de armazenamento do P30 Pro