A Huawei disse que iria voltar oficialmente ao mercado brasileiro em maio, e a empresa chinesa cumpriu o que foi prometido com um anúncio feito na noite desta terça-feira (30) em São Paulo. A gigante chinesa trará ao Brasil dois smartphones: o Huawei P30 Pro e o Huawei P30 Lite. Eles têm preço sugerido de R$ 5.499 e R$ 2.499, respectivamente. Eles estarão à venda a partir de 17 de maio em varejos físicos e online.

Segundo a empresa, as unidades serão importadas, até para que o lançamento no país não ficasse muito distante do anúncio mundial, ocorrido em março. A ideia é que a partir do segundo semestre a Huawei passe a produzir dispositivos localmente, o que deve influenciar diretamente no preço dos produtos.

De bate-pronto, a volta da Huawei, cujo último smartphone vendido aqui foi o Ascend P7 em 2014, deve esquentar a competição na gama de aparelhos topo de linha. Mundialmente, a companhia é a segunda maior fabricante de telefones no mundo, perdendo apenas para a Samsung, e nos últimos anos a chinesa tem lançado dispositivos com especificações bem interessantes.

Foto: Sam Rutherford/Gizmodo

O P30 Pro chega com o mesmo preço da versão mais barata do Galaxy S10+ e por R$ 500 a mais que o Galaxy S10. Já em comparação com os iPhones, ele é bem mais barato — o Xs de 64 GB chegou por aqui com preço recomendado de R$ 7.299. Vale ressaltar que o Huawei P30 Pro de R$ 5.499 é o de 256 GB de armazenamento, única versão lançada no Brasil por enquanto.

No caso do Huawei P30 Pro, o foco da companhia é em fotografia. O aparelho tem quatro câmeras traseiras, sendo uma de 20 MP ultra grande angular, uma de 40 MP grande angular, uma de 8 MP telefoto 5x óptico e uma câmera ToF (Time of Flight), que é usada para captar detalhes de profundidade, que pode ser especialmente importante para desfocar o fundo em fotos no modo retrato.

Mais do que números, o aparelho tenta entregar experiências que usuários só tinham em câmeras profissionais. Por exemplo, ele tem o modo Lua em que é possível captar imagens do satélite da Terra, combinando o zoom óptico e digital do aparelho, além de estabilizadores nas lentes. Ainda nessa questão do zoom, o smartphone consegue captar detalhes impressionantes em cenas macro e em vídeos conseguindo uma aproximação de 50x.

A câmera do P30 Pro no zoom máximo de 50x. Está pixelado, sem dúvidas, mas ainda dá para ver várias janelas de programa em um monitor no prédio do outro lado da rua. Foto: Sam Rutherford/Gizmodo

 O aparelho roda Android 9, com a EMUI 9.1. Uma das inovações da interface é uma navegação por gestos, que pode substituir os botões virtuais que ficam na parte de baixo da tela. Deslizar o dedo de cada uma das bordas laterais funciona como o Voltar; deslizar o dedo da borda inferior para cima funciona com o botão Home, e se você fizer isso e mantiver o toque na tela, funciona como o Multitarefas.

Diferente dos outros aparelhos que contam com um alto-falante aparente, o P30 Pro vem com o que a empresa chama de Acoustic Display. Isso significa que o alto-falante fica sob a tela. Isso além de tornar o design mais clean (outros telefones contam com um recorte na tela para abrigar o acessório), faz com que o display vibre levemente ao reproduzir som.

Como outros aparelhos topo de linha, ele não usa um sensor de impressão digital convencional, mas um sistema que fica sob a tela. Então, basta que o usuário cadastre sua digital, toque na parte inferior do display e desbloqueie o telefone.

Foto: Sam Rutherford/Gizmodo

A bateria do aparelho está em linha com o de outros topo de linha. Ele tem capacidade de 4.200 mAh, o que pode render até dois dias de uso. Mas o destaque mesmo é o carregador rápido. Ele tem 40 W — a maioria dos concorrentes tem carregador de no máximo 15W. Aliás, como o Galaxy S10, ele também consegue fornecer carga para outros telefones que suportam carregamento sem fio.

Quem comprar o P30 Pro na estreia contará com algumas vantagens. A empresa diz que oferecerá garantia de 2 anos de garantia e uma troca gratuita de película. Por fim, a Huawei promete ainda reparo rápido de até uma hora em serviços autorizados.

Além do P30 Pro, a Huawei também trouxe para o Brasil uma versão mais simplificada do P30, o P30 Lite. Ele é menor e deixa de lado algumas das características mais atraentes do P30 Pro, como a câmera zoom (há uma câmera tripla, porém), os 8 GB de RAM (ele tem 4 GB) e o sensor de digitais sobe a tela (ele fica na traseira).

Por outro lado, custa R$ 2.499, o que o coloca em uma faixa de mercado bem abaixo do P30 Pro, brigando com a linha Moto Z da Motorola e a linha Galaxy A da Samsung.

Huawei P30 Pro

  • Processador Kirin 980
  • Sistema: Android 9 Pie
  • Memórias: 8 GB de RAM e 256 GB de armazenamento
  • Tela: 6,47 polegadas OLED Full HD
  • Câmeras: 40 megapixels, 16 megapixels (grande angular), 8 megapixels (zoom 5x) e TOF (time-of-flight camera); câmera selfie: 32 megapixels
  • Sensor de digital sob a tela
  • USB-C
  • Bateria: 4.200 mAh

Huawei P30 Lite

Huawei P30 Lite

  • Processador Kirin 770
  • Sistema: Android 9 Pie
  • Memórias: 4 GB de RAM e 128 GB
  • Tela: 6,15 polegadas Full HD
  • Câmeras: 24 megapixels, 8 megapixels (grande angular) e 2 megapixels; câmera selfie: 32 megapixels
  • Sensor de digital na traseira
  • USB-C
  • Bateria: 3.340 mAh