Como a súplica final dos console Sega, o Dreamcast não foi exatamente o milagre que a companhia precisava. Mas o videogame que já foi sepultado há bastante tempo ainda tem muitos fãs. Entre eles, este esperto hacker que conseguiu fazer uma versão do viciante Flappy Bird para o memory card interativo do Dreamcast.

• Um cara adaptou Flappy Bird para um cigarro eletrônico
• 11 gadgets que morreram antes da hora

O VMU, ou Visual Memory Unit, era um memory card que se acoplava ao controle do Dreamcast para guardar dados de jogos, ou servir como uma segunda tela para alguns games ao usar sua tela LCD monocromática. O VMU também apresenta controles básicos, e pode ser usado como um mini game portátil se você não quiser simplesmente comprar um Game Boy.

O hack de Dmitry Grinberg no VMU do Dreamcast inclui o desenvolvimento de um chip ARM de emulador para o pequeno dispositivo, permitindo rodar o (infelizmente descontinuado) jogo Flappy Bird – mas muito, muito devagar. Você pode achar que o jogo fica mais fácil de jogar em câmera lenta, mas os controles são igualmente não responsivos, como mostra o vídeo de Grinberg falhando em passar dos primeiros obstáculos.

Se dependesse de seus criadores, tanto o Dreamcast quanto o Flappy Bird teriam sumido da face da terra. Mas os fãs, como a vida, sempre encontram um caminho.

[YouTube via Hackaday]