Editor, escritor e produtor da Marvel e um dos mais importantes nomes das histórias dos quadrinhos, Stan Lee morreu hoje (12), em Los Angeles, na Califórnia. Lee tinha 95 anos de idade. As informações são do site TMZ.

Stan Lee foi editor-chefe da empresa e um dos fundadores da marca Marvel Comics, com o lançamento, em 1961, do Quarteto Fantástico, em parceria com Jack Kirby. Ele também participou da criação de vários super-heróis das HQs da editora, como Homem-Aranha, Thor, Hulk e os X-Men. O grande trunfo da Marvel foi uma abordagem mais humanizada aos seus heróis, dando a eles falhas e fraquezas que não eram encontradas nos personagens da sua grande rival , a DC.

A DC, inclusive, por ocasião da morte de Lee, postou a seguinte mensagem no Twitter:


Ele mudou a forma como nós olhamos para os heróis, e os quadrinhos modernos vão sempre contar com a marca indelével dele. Seu entusiasmo contagiante nos lembra por que nós todos nos apaixonamos por essas histórias pela primeira vez. Excelsior, Stan

Sua carreira na Marvel, entretanto, começou bem antes disso, em 1939, quando a empresa ainda se chamava Timely Comics. Ele se tornaria editor-chefe em 1941. Nas décadas de 1940 e 1950, a Timely se tornou Atlas, e Lee trabalhou com quadrinhos de romance, monstros e faroeste. Ele também teve um papel importante na venda dos direitos dos personagens da Marvel como desenhos animados para a TV, nos anos 80.

Lee também ficou conhecido pelas breves aparições em filmes dos personagens da companhia.

A causa da morte ainda é desconhecida. O TMZ, primeiro site a reportar o falecimento do escritor, traz uma breve declaração de sua filha, Joan Celia Lee: “Meu pai amava todos os seus fãs. Ele foi o maior e mais decente entre os homens.”