Como um grande quebra-cabeças de pedra, a Grande Pirâmide se recusa a revelar todos os seus segredos. Um dos últimos mistérios são dois túneis que saem da "Câmara da Rainha". Para onde? Ninguém sabe até hoje. Robôs ao resgate!

Em 1992, um robô chamado Upuat 2 subiu por um túnel e descobriu portas de calcário com alças corroídas de bronze. Mais tarde, a National Geographic entrou pelo mesmo túnel com um robô perfurador, conseguiu acesso à área trancada, para descobrir mais outra porta, desta vez maior, atrás da primeira.

Esta porta agora é o alvo de uma terceira expedição robótica, liderada pelo Dr. Robert Richardson, da Leeds University of Mechanical Engineering. Como o objetivo é tomar muito cuidado e preservar o máximo possível, o trabalho tem sido metódico e lento, e vem acontecendo há cinco anos.

"Não tinhamos prejulgamentos", disse Richardson ao jornal The Independent. "Estamos tentando obter evidências para que outras pessoas tirem conclusões. Há dois túneis. O túnel norte é bloqueado por uma porta de calcário e nada conseguiu penetrar esta porta. No túnel sul, uma equipe anterior mediu a espessura da pedra, perfurou-a e colocou uma câmera através do orifício, e descobriu que havia outra superfície. Nós vamos determinar sua espessura e se podemos perfurá-la. Estamos preparando o robô agora e esperamos enviá-lo antes do final do ano."

Ao contrário dos túneis que saem da Câmara do Rei, estes não chegam à superfície da pirâmide. Eles acabam em algum lugar, possivelmente em uma sala cheia de mistérios e extravagâncias. Talvez já poderemos conhecer este segredo ainda este ano, quando o pequeno robô deve começar a perfurar seu caminho através da escuridão. [Independent]