A Cisco exaltou os ânimos de quem usa roteadores Linksys, ao forçá-los a usar uma ferramenta que vetava pornografia e pirataria nos termos de serviço. A empresa então voltou atrás completamente: ninguém é mais obrigado a usar o Connect Cloud, e quem o ativar poderá usá-lo inclusive para fins pornográficos. Oba!

Antes, a Cisco instalava automaticamente o Cisco Connect Cloud nos roteadores Linksys E2700, E3500 e E4500. Ele substituía a ferramenta tradicional para ajustar seu roteador, via 192.168.1.1, e exigia cadastro. Além disso, os termos do serviço proibiam seu uso “para fins obscenos, pornográficos ou ofensivos” e “para infringir direitos de outros, incluindo… propriedade intelectual”.

Isso acabou. O Connect Cloud deixou de ser obrigatório, e caso você o tenha instalado, pode removê-lo seguindo estas instruções. Além disso, os termos de serviço foram atualizados, e não incluem nada sobre pornografia ou pirataria. No blog oficial, a empresa diz:

A Cisco não vai desconectar usuários de forma arbitrária do serviço Cisco Cloud Connect baseando-se em seu uso da internet.

O Cisco Cloud Connect e os roteadores Cisco Linksys não monitoram nem armazenam informações sobre como nossos clientes estão usando a internet, e não vamos desconectar clientes arbitrariamente da internet. O serviço Cisco Cloud Connect nunca monitorou o uso da internet por parte dos clientes, nem foi criado para isso…

Então pode continuar com sua pornografia tranquilamente. [Cisco Blog]

Imagem por Ars Technica