Os rumores sobre o novo celular da HTC, o Vision, chamaram muito minha atenção pelo papo de que ele já rodaria o Android 3.0, com um teclado QWERTY deslizante e um processador dual core. Ele parece mais um aparelho dos sonhos que nunca existirá, mas ele pode ser real, a julgar pelos últimos rumores sobre a próxima versão do Android, o Gingerbread.

Eldar Murtazin, do site Mobile-review.com, tem uma histórico positivo em dar notícias exclusivas e furos, e mesmo que ele só tenha revelado detalhes sobre o lançamento do Gingerbread no seu podcast em russo, o site Unwired View teve a coragem de traduzir o que foi dito. E essas são as informações:

* O Android 3.0, que seria batizado de Gingerbread, seria lançado no meio de Outubro (próximo do dia 15 ou 16) de 2010. Os primeiros aparelhos com o sistema seriam vendidos em Novembro/Dezembro – para pegar a época do Natal.

* Os requisitos mínimos dos celulares para rodar o Android 3.0 seriam: processador de 1 Ghz, 512 MB de memória RAM, tela de 3,5 polegadas para cima. E todos nós já ouvimos rumores sobre smartphones com Android com processador de 2 Ghz, que estariam chegando ao mercado.

* A interface do usuário seria completamente remodelada. Se você quer ter uma ideia de como deve ser o design da interface do Android 3.0, dê uma olhada na Galeria de Aplicativos do Nexus One. O sistema deverá ser parecido, com transições suaves e usando animações, etc. Tudo isso nativamente, dentro de toda a UI.

* O Android se dividiria oficialmente em 2 frentes. A versão 3.0 seria usada em smartphones topo de linha. Aparelhos baratos, de entrada, ficariam com a versão 2.1/2.2.

A última informação é realmente interessante, se a previsão de Murtazin do lançamento de uma atualização de firmware ser em Outubro estiver certa. O Android 2.2 (Froyo) foi anunciado há pouco tempo pelo Google, mas a maioria das fabricantes e operadoras precisarão de tempo para atualizar seus aparelhos – a HTC, por exemplo, não deverá liberar nenhuma atualização até Outubro.

Esses celulares topo de linha que já foram confirmados para o Froyo podem não ser tão topo de linha assim e Outubro, ou seja, com alguma sorte nós veremos uma mudança grande em hardware que estará mais pronto para o novo sistema. Digo isso por causa do HTC Vision que, reza a lenda, faz parte do “Project Emerald” da T-Mobile.

Murtazin também mencionou em seu podcast que interfaces como o HTC Sense, o Motoblur da Motorola e o TimeScape da Sony Ericsson perderão sentido depois do lançamento do Gingerbread, já que atualização oferecerá uma interface muito mais interessante do que as versões modificadas.

Eu espero muito que o iminente lançamento do Gingerbread mude a tática das fabricantes, concordam? [Digestiv via Unwired View]