Aparentemente a era “Nexus” está chegando ao fim. Foram sete gerações de smartphones, tablets e set-top-boxes que tinham como filosofia apresentar o software puro do Google, sem nenhuma modificação. De acordo com o Android Central, a companhia planeja deixar a marca de lado e, mais do que isso, incluir mais personalizações de software nos próximos dispositivos.

• Como serão os novos smartphones e smartwatches da linha Nexus, do Google
• Android Nougat já está disponível para dispositivos Nexus

O primeiro Nexus foi lançado em dezembro de 2009; os mais recentes foram o Nexus 6P e o 5X, anunciados em 2015. Durante o programa, o Google fez parcerias com Samsung, LG, HTC e Huawei. Pode ser que a marca “Nexus” ainda não esteja totalmente descartada, mas pelo menos neste ano, ela deve ser deixada de lado.

Rumores apontam que os próximos celulares do Google serão produzidos pela HTC; e desta vez, algumas modificações de software serão feitas pela fabricante. As informações coincidem com imagens divulgadas em vazamentos recentes do Android Police, que mostram um novo layout de botões, um esquema de cores e um app de Configurações diferentes daquilo que temos no Android Nougat.

A expectativa é que sejam lançados dois novos aparelhos, um com tela de 5″ e outro com tela de 5.5″. As outras características são iguais: display AMOLED, 4 GB de RAM, 32 GB ou 128 GB de armazenamento, câmeras de 12 megapixels e 8MP, e processador quad-core da Qualcomm – que pode ser uma versão do Snapdragon 820, ou os futuros 821/823. Inclusive o design deve ser parecido, com corpo de alumínio e leitor de digitais na traseira.

Esses dispositivos devem dar as caras em setembro, quando o Google costuma fazer eventos de hardware. Claro, as chances de um lançamento oficial no Brasil são quase nulas – a HTC não tem representação no país desde 2012.

[Android Central via 9to5Google]

Foto por Michael Hession/Gizmodo.