por Adam Clark Estes

Parece até algum tipo de campanha de marketing viral. Um russo está processando a Bethesda Game Studios depois de passar três semanas jogando Fallout 4 sem parar, uma decisão confusa que levou seu chefe a demiti-lo e sua esposa a deixá-lo. Pensando bem, só pode ser um projeto de marketing viral.

>>> As características de Fallout 4 que justificam todo o hype pelo jogo

E ainda assim, os documentos existem. “Se eu soubesse que esse jogo era tão viciante, eu me preocuparia mais com ele. Não teria comprado, ou deixaria para jogar quando estivesse em férias ou no recesso de fim de ano”, diz o rapaz de 28 anos ao RT. Ele quer 500,000 rublos (cerca de US$ 7,000) pelos danos emocionais causados pela maratona de Fallout. Enquanto isso, o escritório de advocacia que está representando o rapaz diz que quer ver “o quão longe podemos ir em relação a esse caso.” É realmente bem possível que isso seja algum golpe.

A filosofia do “vamos ver até onde chegamos” não é uma estratégia ruim para nada na vida. Exceto Fallout 4, nesse caso. Provavelmente o rapaz tinha outros problemas no trabalho e vida pessoal que o levaram a jogar por 21 dias seguidos parando apenas para se alimentar e dormir. De qualquer forma, tome cuidado na hora de jogar Fallout 4 – ele pode ser bastante perigoso. Além de ser ótimo. [RT]