Williard "Senhor Modéstia" Boyle e George "Tese de Três Páginas" Smith, marinheiros extraordinários e ganhadores do Prêmio Nobel de Física deste ano, merecem estar nos holofotes: eles inventaram os sensores de imagem CCD, os olhos das nossas câmeras digitais.

Demorou um tempo para eles chegarem lá, mas quando os caminhos desses dois se cruzaram, Boyle e Smith começaram logo a trabalhar nos nossos queridos sensores de imagem CCD, mudando nossas fotografias digitais para sempre. E um dia, quando o restante do mundo estava com os olhos na Lua em 1969, esses dois finalizaram o dispositivo deles, que nos permitiria tirar fotos da própria Lua.

Williard Boyle deu aulas por um breve período depois de participar da Marinha Real Britânica e obter seus títulos de bacharelado (BSc), mestrado (MSc) e PhD da Universidade McGill. Depois ele se juntou ao Bell Labs, trabalhando até se tornar diretor do departamente de Ciência Espacial e Estudos Explanatórios, onde ele deu "apoio para o programa espacial Apollo e ajud[ou] a selecionar campos de aterrssagem lunares". Depois de algum tempo longe de tudo isso, ele "voltou ao Bell Labs em 1964, trabalhando no desenvolvimento de circuitos integrados". E dizem que ele sempre foi de fato um homem modesto e "discreto", quase um estereótipo do gênio sereno.

Não sabemos se George E. Smith foi arrogante ou modesto, mas ele seguiu um caminho parecido: ele serviu na Marinha americana, depois obteve o título de bacharel (BSc) na Universidade da Pensilvânia e o PhD na Universidade de Chicago, onde ele de fato escreveu uma tese de apenas três páginas. Depois, ele também entrou no Bell Labs e começou a realizar pesquisas sobre lasers e dispositivos semicondutores.

Sim, começando suas pesquisas em exploração espacial e lasers, parecia quase óbvio que estes dois com certeza criariam algo incrível, mas eu duvido que eles tenham pensado em inventar algo cujos resultados seriam usados no dia-a-dia.

Caro Willard, querido George: hoje nós agradecemos vocês por suas invenções e os parabenizamos por seu Prêmio Nobel. Afinal, sem vocês, nossas fotos e vídeos digitais não seriam os mesmos. [Digital Photography Review e Wikipédia e Wikipédia]