Hoje, a Samsung divulgou seus resultados financeiros, e o lucro líquido caiu pela primeira vez em quase três anos. As ações sofrem queda de quase 4%. Para reverter isso, a coreana promete lançar um novo smartphone high-end com tela grande – provavelmente o Galaxy Note 4 – e outro que usa “novos materiais”. Será o Galaxy Alpha?

O aparelho vazou há alguns dias no SamMobile: ele teria tela de 4,8 polegadas com resolução 720p, leitor de impressões digitais e 32 GB de armazenamento interno (sem suporte a microSD). Ele seria “uma variante inferior do Galaxy S5, semelhante ao Galaxy S5 mini”.

Aparentemente, trata-se de um dispositivo com bordas de alumínio e traseira pontilhada de plástico. O SamMobile avisa que a borda pode ganhar um acabamento fosco no produto final, mas… será que isso resolveria os problemas da Samsung? A coreana já anuncia um novo Galaxy – seja smartphone ou tablet – a cada dez dias, em média.

galaxy-alpha-4Galaxy S5 e Galaxy Alpha

Geralmente não comentamos os resultados financeiros da Samsung, porque a empresa revela poucos detalhes – não diz quantos smartphones vendeu, mistura o lucro dos celulares com o de equipamentos de rede etc. Mas este trimestre, a coreana foi excepcionalmente aberta ao falar de seus problemas.

No início do mês, a Samsung já havia avisado que teve um segundo trimestre difícil devido à “demanda fraca por smartphones”. De acordo com a IDC, as vendas de smartphones no mundo aumentaram 23% no segundo trimestre; as vendas da Samsung, por outro lado, caíram 4% – justo nos meses em que o Galaxy S5 foi lançado.

O que aconteceu? A Samsung diz que foram dois fatores: a concorrência aumentou na China e na Europa, causando menor demanda por seus smartphones mid- e low-end; e a demanda por smartphones 3G baixou na China, que está expandindo sua rede 4G. O Galaxy S5, por outro lado, vendeu mais que seu antecessor.

Ou seja, o maior problema é que a Samsung está apanhando na China, onde a concorrência de marcas locais grandes e pequenas – como Lenovo e Xiaomi – é muito intensa. Por isso, a Samsung promete se concentrar em menos modelos high-end na China, para competir em preço com modelos low-end.

Além disso, a Samsung diz que a demanda por Galaxy Tabs está diminuindo, porque as pessoas demoram mais tempo para comprar um novo, e porque estão preferindo smartphones com telas grandes. É um problema que a Apple também está enfrentando.

A Samsung não está exatamente “em apuros”: a coreana teve lucro líquido de US$ 6,1 bilhões no segundo trimestre, queda de 20% em um ano – mas ainda é bastante dinheiro. Talvez ainda seja cedo para ver isto como um declínio, mas o que poderia reverter a queda nas vendas de smartphone? Reduzir o número de lançamentos não funcionou tão bem para a HTC, e não livrou a Motorola de constantes prejuízos.

É possível, claro, que os lucros de smartphone tendam a cair constantemente, assim como foi no mercado de PCs. Nesse caso, a Samsung terá que se contentar com margens cada vez mais apertadas, e compensá-la com outros produtos. É esperar para ver. [Wall Street Journal via The Verge]

Fotos por SamMobile