Só há duas 3DTVs no mercado atualmente. Uma plasma da Panasonic e uma LCD da Samsung. Felizmente, isso significa que é bem fácil fazer uns testes e concluir qual das duas é a melhor.

O método



Nós testamos duas HDTVs que usam o novo padrão Full HD 3D: a Samsung UN55C67000 (LCD, 55 polegadas, US$ 2900, esquerda na imagem) e a Panasonic TC-P50VT20 (plasma, 50 polegadas, US$ 2500, direita). Nós as testamos com os óculos 3D inclusos em cada uma e com o Panasonic BD-C6900 servindo como Blu-Ray Player 3D. Assistimos ao filme Monstros vs Aliens em 3D, assim como a um disco de demonstração que acompanha o player.

Os óculos

Ambos os aparelhos requerem o uso do sempre idiota óculos 3D. É ele que produz o efeito: os óculos contém filtros em cada lente que se abrem e fecham alternadamente para mostrar uma imagem diferente a cada olho 60 vezes por segundo. Sem os óculos, você vê uma bagunça de imagens dobradas, como se você estivesse vesgo ou bêbado. Com eles, você vê em 3D, mas isso significa que cada pessoa que for assistir precisa de um. E eles custam US$ 150 cada.

Os óculos da Panasonic (esquerda) têm a aparência menos idiota, mas não vão ganhar nenhum prêmio de design ou estilo. Os da Samsung são maiores, mais pesados e fazem o nariz doer mais, já que o peso dele é quase 100% apoiado no seu nariz entre os olhos. Parece que você está um pouco resfriado quando está com eles. Os óculos da Panasonic também são mais ajustáveis, dando a opção de escolha entre 3 "encaixes" para o nariz e uma tira de pescoço. Os da Samsung não têm nenhum ajuste de nenhum tipo.

O 3D

Em uso, nós achamos que ambas as TVs produziram um efeito decente, com uma boa noção de profundidade. A experiência ficou longe de ser perfeita, porém: o efeito por muitas vezes se quebrou quando a câmera fez alguma panorâmica ou se moveu muito rápido. Isso é porque o efeito 3D depende da capacidade do cérebro de enxergar as diferenças entre as imagens sendo expostas ao olho esquerdo e ao direito, e isso não funciona quando ambas as imagens são borrões.

A Samsung apresentou um probleminha chato com uma imagem fantasma aparecendo nas bordas dos objetos, causada por partes do frame da esquerda aparecendo para o olho direito e vice-versa (o nome técnico disso é "crosstalk"). Na verdade a Panasonic também apresentou este problema, ainda que com menos intensidade. Ainda não está claro se esse fenômeno é causado por uma falta de sincronia entre o timing dos óculos e das TVs ou por um atraso no tempo de resposta da LCD que a Samsung usa. As telas de plasma como a da Panasonic conseguem reagir muito mais rápido que uma LCD, então a TV consegue mostrar as duas imagens com muito menos interferência entre elas. Seja qual for a causa, é um probleminha bastante irritante.

Assistindo ao filme, percebemos que a Panasonic se saiu melhor para assistir por longos períodos. Apesar dos óculos serem mais pesados, o efeito 3D pareceu mais confortável depois de um tempo, e o crosstalk, menos irritante. Apesar disso, nenhuma das duas convenceu tanto quanto a experiência de ver 3D no cinema. A imagem jamais pulou para fora da TV como as propagandas sugerem, mesmo quando os cineastas usaram truques como objetos voando para a tela. Isso nunca funcionava na década de 50 e continua não funcionando agora.

Isso tem muito a ver com o tamanho. Mesmo com 55 polegadas, a física do 3D joga contra os entusiastas do cinema em casa. Esses vão querer grudar a cara na TV para maximizar o efeito.

Os outros poréns

Aí tem a questão do preço…

Além do custo das TVs em si, que não é baixo, não esqueça de considerar também ós óculos (ambos custam US$ 150 cada, e a TV da Panasonic vem com um, enquanto a da Samsung não) e US$ 400 pelo Blu-Ray Player 3D, porque o que você talvez tenha não roda Blu-Rays 3D, apenas os normais. O PS3 é a exceção a essa regra, já que vai ganhar em breve uma atualização de software que vai permitir a reprodução de Blu-Rays 3D. Fazendo as contas de uma família com 4 pessoas, você acaba gastando cerca de US$ 3700 na da Samsung e US$ 3350 na da Panasonic.

E não esqueça que você vai precisar ter algo para assistir. No momento o único Blu-Ray 3D lançado é a execrável animação Monsters vs Aliens, que enjoa rápido. No momento, a melhor opção para curtir um 3D é ir assistir Avatar de novo no cinema e guardar essa grana alta para quando a disponibilidade de entretenimento for maior (e os preços, menores).

Mas se você quer mesmo ser o primeiro da sua turma a ter uma 3DTV a Panasonic TC-P50VT20 é a melhor opção agora. Ela produz o efeito 3D mais forte e convincente, e ainda vem com um par de óculos. A Samsung é maior, mais brilhante e talvez a melhor HDTV em geral, mas o 3D ainda está meio ruim, e você não ganha óculos.

Richard Baguley escreve para a Televisioninfo, que produz resenhas científicas, detalhadas e imparciais de televisores. Ele está atualmente trabalhando em expandir os seus testes científicos ao campo do 3D.