As especificações de computadores podem ser um emaranhado de números grande parte das vezes, mas vale a pena aprender algo sobre elas: vai te ajudar a escolher um computador novo, descobrir o que há de errado com o seu computador velho e entender mais sobre a relação entre as especificações e a experiência que você está recebendo.

• Oito extensões que devem tornar sua navegação um pouco mais à prova de hackers
• O guia completo para largar o Google

Essa é a complexidade do computador moderno: poderíamos escrever um artigo com o dobro do tamanho em qualquer uma das categorias listadas abaixo (veja qualquer fórum sobre placas de vídeo para constatar isso) mas o foco principal aqui é ajudar você a entender as especificações que você vê listadas junto com os desktops e laptops, e dar uma ideia da diferença que elas fazem na performance.

CPU

c1nlh5zjoykhqhvkjeyi

Imagem: Peter Miller/Flickr

A Unidade Central de Processamento, ou CPU, ou processador, é o cérebro da operação: ele lida com aqueles cálculos que fazem o seu computador trabalhar. O CPU dentro da sua máquina é o principal (mas não o único) contribuidor para a velocidade e performance geral do seu computador.

CPUs tem um certo número de núcleos, mini unidades de computação que são efetivamente CPUs em si, eles fazem o seu computador fazer várias tarefas ao mesmo tempo, então quanto mais núcleos melhor. Além disso, cada núcleo tem uma velocidade de clock, uma medida de quão rápido ele pode fazer os processos, geralmente medida em gigahertz (GHz).

Comparar a performance de CPUs baseado no número de núcleos e velocidade de clock é notavelmente difícil (desculpa compradores). Isso porque múltiplos fatores estão envolvidos, a maioria relacionado à microarquitetura dos CPUs. A microarquitetura é basicamente a forma que os núcleos e as outras partes do CPU interagem.

As duas maiores companhias de CPU, Intel e AMD, tem seus próprios designs de microarquitetura. Quando você vê referências ao Intel Skylake, Intel Kaby Lake, ou AMD Zen (em chips Ryzen), é isso que está sendo referido, e quanto mais novo melhor conforme as microarquiteturas permitem que os CPUs trabalhem mais rápido e mais eficientemente (e usem menos energia).

tjatqdp1ogtqgbkrhox2

Imagem: AMD

Intel e AMD também aplicam seus próprios rótulos, i3, i5 e i7 no caso da Intel, para indicar a performance relativa dentro de uma família de microarquitetura. É um resumo fácil para referir o poder que você pode esperar, com CPUs i7 sendo os melhores da Intel. No caso da AMD você está falando do Ryzen 3, Ryzen 5 e o de ponta, Ryzen 7.

Se você quer o melhor processador disponível, você deve também buscar o que a Intel chama de hyper-threading e a AMD chama de simultaneous multi-threading. Essas tecnologias efetivamente dobram o número de núcleos (virtualmente, não fisicamente) para que você tenha melhoras significativas na performance para aplicações que precisam de mais potência como edição de vídeo e programas de CAD.

A não ser que você esteja construindo seu próprio PC do nada, isso é provavelmente tudo o que você precisa saber quando está olhando o que tem no pacote, mas os CPUs tem várias outras especificações, incluindo a quantidade de cache de memória de alta velocidade e capacidades extra de processamento de gráficos que estão na placa. Se o seu CPU tem uma potência integrada de gráficos, você não precisa de uma placa de vídeo separada, que veremos abaixo.

Gráficos

o0fwkdk8b38zwvzxhhfy

Imagem: Alex Cranz / Gizmodo

O outro grande fator em performance de computador, particularmente se você estiver jogando ou trabalhando com bastante vídeo e imagens, são os gráficos.

Nós demos apenas uma breve menção na seção acima, mas muitos CPU Intel agora vem com uma quantidade decente de processamento de gráficos, o bastante para a maioria dos usuários conseguirem navegar na internet, usar o Twitter, escrever artigos e até fazer uma leve edição de imagens e jogar alguns jogos. Você também pode ter um chip de gráficos integrado na sua placa mãe além do CPU.

Gráficos integrados dividem memória com o CPU e não são tão poderosos quanto ter uma placa dedicada (ou discreta), mas é uma opção mais barata que também usa menos energia. Por isso eles estão presentes em laptops, onde a autonomia da bateria é importante.

Onde quer que esteja instalada em seu sistema, a GPU (Unidade de Processamentos Gráficos na sigla em inglês) passa por cálculos assim como o seu CPU, mas somente números relacionados a renderizar imagens, animações e vídeos na tela. GPUs são bem melhores em fazer muitas operações em paralelo, como você pode ver aqui, e é por isso que eles agora estão sendo usados em outras áreas como ciência e criptografia.

vfo1vc9abhfpagdrwsof

Imagem: Nvidia

Em termos de especificações, não é particularmente fácil pesar um GPU contra outro. Você vai ver um número de referência de unidades de computação (como núcleos em um CPU) e velocidade do clock. Como no CPU, são dois fatores chave a considerar, mas também manter um olho aberto para FLOPS (operações de pontos flutuantes por segundo, na sigla em inglês) um tipo de operação matemática particularmente importante para os gráficos.

GPUs de placa de vídeo com com seu próprio RAM ou vídeo RAM (vRAM). Isso funciona de maneira similar ao RAM principal do seu computador, mas também lida exclusivamente com gráficos (com as mesmas especificações em referência a velocidade e banda). Quanto mais RAM tem a sua placa de vídeo, mais pixels ela pode renderizar na memória de uma vez, o que faz jogos rodarem em resoluções maiores e com mais quadros por segundo.

Essencialmente placas de vídeo são computadores em miniatura separados, com processadores, RAM e arquitetura próprias, e os mesmos fatores se aplicam.

Para o não especialista, existem alguns atalhos úteis para descobrir o quão poderosa uma placa de vídeo é sem ter que ficar se perdendo de mais nos detalhes de especificação: quanto ela custa e os benchmarks na internet.

RAM

nsb0bsw2jqlx7dv65ott

Imagem: Glenn Batuyong/Flickr

Memória de Acesso Aleatório ou RAM, dá ao seu computador espaço para pensar, e quanto mais melhor, se você puder pagar. Quando você tem três mil abas de navegador abertas, a RAM é a primeiro a sofrer, porque o seu computador está tentando lembrar o que está em cada uma dessas três mil abas ao mesmo tempo.

Mais RAM ajuda o seu computador a lidar com imagens e arquivos maiores, ou mais imagens e arquivos ao mesmo tempo, ou mais abas abertas, ou mais aplicações rodando simultaneamente. Não é uma medida direta da velocidade base do seu computador, mas certamente ajuda na performance, especialmente quando você está fazendo muita coisa.

Se a RAM fica sobrecarregada, o seu computador guarda os dados que precisa no (mais lento) disco rígido, o que é um dos motivos para mais RAM ser igual a uma experiência mais rápida.

Para a maioria dos usuários procurando um desktop ou laptop, tudo o que realmente importa é o quanto de RAM está instalado, mas veja com mais atenção e existem muitas outras especificações adicionais a considerar, especialmente se você está tentando montar o computador mais rápido possível.

wygvemnuiydbnnomjrib

Imagem: The Beard/Flickr

Velocidade de clock aparece de novo, geralmente em termos de frequência, que ajuda a determinar quão rapidamente a RAM pode ler e escrever dados assim como quantos dados a RAM pode lidar de uma vez. Latência, ou a velocidade com a qual o RAM responde a instruções, é uma especificação importante também.

Outra especificação importante é o DDR, o Double Data Rate, com o DDR4 sendo o melhor até agora para computadores de consumidores (e um upgrade sobre o DDR3), ele tem uma velocidade de clock mais rápida, usa menos poder e tem menos latência.

Ainda assim mais especificações relacionadas ao RAM são relacionadas a estabilidade e quão bem seus pentes de RAM podem lidar com erros, mas isso não é algo que a maioria de nós precisa se preocupar: as diferenças de performance se tornam aparentes apenas em tarefas especializadas.

Outras especificações

n4f0lclg3veh842wp2ee

Imagem: Marlon J. Manrique/Flickr

O CPU, RAM e placa de vídeo são os principais aspectos a se considerar quando procurar um computador novo, mas é claro que outros componentes também precisam ser levados em conta, que você vai ver nas listagens de sistema.

O disco rígido é simplesmente a quantidade de espaço que você tem para armazenar coisas permanentemente (ele lembra dos dados, diferente do RAM). Precisa de mais armazenamento? Pegue um disco rígido maior. Discos sólidos (SSDs) como no MacBook da Apple e a maioria dos laptops de ponta não tem partes móveis e são mais rápidos do que os discos rígidos (HDs) mais antigos e mecânicos, mas eles também são mais caros e não oferecem tanta capacidade. Novas tecnologias como discos híbridos e a tecnologia Optane da Intel estão tentando descobrir o melhor entre os dois mundos.

Você não vai nem pensar na placa mãe a não ser que você vá montar um PC sozinho, mas ela age como o sistema nervoso da máquina toda e conecta todas as diversas partes. As especificações de placa mãe não fazem grande diferença para a performance geral mas pode ajudar componentes chave a funcionarem com mais eficiência e velocidade. A placa mãe também dita quantas portas de entrada e saída você tem na sua máquina.

Outras especificações devem ser auto explicativas, como o tamanho do seu monitor ou o número de entradas de memória que você vai ter. E se você estiver atrás de um novo celular, muitas das especificações, processador, RAM, armazenamento, fazem a mesma coisa nos computadores em miniatura.

Imagem do topo: Alex Cranz/Gizmodo