O crowdfunding, assim como qualquer aposta, se alimenta de suas esperanças e sonhos. Às vezes, você recebe o dispositivo maravilhoso que merece (um Oculus Rift, por exemplo). Outras vezes, você recebe algo completamente inútil, como um relógio de pulso “inteligente” que não sabe as horas. O Kreyos Meteor parece estar nessa segunda categoria.

Em 23 de junho de 2013, apareceu uma nova campanha do Indiegogo na internet. “KREYOS: o ÚNICO smartwatch com controle por voz e gestos!” O vídeo de demonstração convenientemente desapareceu da página original no Indiegogo, mas você ainda pode encontrá-lo na página da Kreyos e se divertir com sua confiança excessiva.

Este não é o projeto de crowdfunding mais descontroladamente otimista que existe, mas chega perto. Ele prometia um controle de voz impecável, monitoramento de atividades físicas, e resistência à água a até 1,5 m. Ele funcionaria com Android, iPhone e Windows Phone, e sua bateria duraria sete dias de uso. Mas o principal é o preço: US$ 100 para os primeiros a apoiarem o projeto, e apenas US$ 140 para quem viesse depois.

A campanha tinha financiamento flexível, portanto a Kreyos ficaria com cada centavo que recebeu, mesmo que nunca alcançasse a meta de US$ 100.000. Só que eles arrecadaram um total de US$ 1,5 milhão. É dinheiro o bastante para fazer um smartwatch sensacional, né?

Que nada.

kreyos meteor

Os sinais de que isso daria errado estavam presentes desde o início, e são tão numerosos e óbvios que quase parece excessivo apontá-los: uma meta de orçamento absurdamente baixa; promessas fora da realidade; preço muito bom para ser verdade; tudo de uma fabricante sem histórico no mercado.

De acordo com a campanha do Indiegogo, os fundos arrecadados eram apenas para levar o Meteor ao mercado; as unidades no vídeo eram produtos supostamente reais, e não meros protótipos. Assim, a Kreyos prometeu que o primeiro lote de 5.000 produtos finalizados seriam enviados aos apoiadores em novembro de 2013, apenas cinco meses após a sua estreia no Indiegogo.

Quase um ano depois, as primeiras unidades foram enfim enviadas, e vêm recebendo críticas abismais. Andrew Wright e Kenneth Larsen, dois apoiadores compreensivelmente desapontados e enraivecidos, escreveram um texto exaustivo detalhando todas as formas em que o Meteor é uma total decepção. É algo maravilhoso e horrível ao mesmo tempo. Eis alguns trechos:

A função de pedômetro é inútil, por ser acionada pelos próprios alertas de vibração do relógio. E alguns dispositivos estão vibrando o tempo todo: por exemplo, porque a notificação de que o Facebook está enviando uma foto é atualizada constantemente, para mostrar o status do upload.

O próprio título da campanha no Indiegogo afirma que o Meteor suporta controle por gestos, mas essa funcionalidade não existe na versão lançada do relógio. Ainda não sabemos se ela será adicionada através de atualizações futuras de firmware – a Kreyos não diz.

A bateria deveria durar pelo menos 7 dias, mas na prática parece durar pouco mais de 24 horas.

A Kreyos afirma que o relógio é à prova d’água a até 1,5 m de profundidade. Vários usuários descobriram que, na verdade, ele para de funcionar imediatamente após tomar uma ducha, ou depois de mergulhá-lo em água rasa (como em uma tigela).

Mas o verdadeiro chute no saco, de acordo com o texto, é este:

Os usuários relatam que o relógio não consegue mostrar a hora certa, a menos que mantenha sua conexão Bluetooth ao smartphone. O relógio de um usuário ainda estava mostrando a hora da noite anterior até que ele o emparelhou ao celular.

OK, nós ainda não tivemos o prazer (?) de testar um Kreyos Meteor para verificar isto, mas um grupo no Facebook – com as pessoas que apoiaram o projeto no Indiegogo – reuniram mais provas de que o smartwatch é uma decepção, e exigem seu dinheiro de volta. Um vídeo do YouTube fornece a evidência mais firme de como o relógio é ruim:

Nós entramos em contato com a Kreyos e o Indiegogo para comentar o assunto. O Indiegogo apenas nos direcionou à Kreyos para questões de hardware, e a fabricante não respondeu. Enquanto isso, ela vem disparando atualizações em sua página no Facebook, atribuindo os problemas de impermeabilização a um defeito no primeiro lote, e sugerindo que o alto-falante pode melhorar com uma atualização de firmware.

Eles também falam sobre um futuro app para iOS e outras atualizações de recursos, mas é compreensivelmente difícil ser otimista quando muitos dos 5.000 apoiadores iniciais no Indiegogo ainda não receberam seus dispositivos – e quem recebeu só tem críticas.

É sem dúvida uma posição desconfortável para todos os envolvidos, mas quem apoiou o projeto está sofrendo mais: a Kreyos atualizou seus Termos e Condições para destacar que todo dinheiro arrecadado no Indiegogo é não-reembolsável. Na verdade, esta sempre foi a regra, mas versões anteriores da política de devolução não eram tão duras assim.

E esta é a lição aqui: o crowdfunding é perigoso. Você não está comprando produtos, você está apostando em uma ideia e na capacidade de um estranho de se planejar e executar o que promete. Às vezes, isso funciona muito bem! Mas às vezes você acaba com um smartwatch que não é muito esperto. [Kreyos backers lose faith via Android Police]