Em 2012, a SpaceX fez história quando a cápsula Dragon se acoplou à Estação Espacial Internacional: ela foi a primeira empresa privada a enviar uma nave espacial para a ISS. Mas o bilionário Elon Musk – dono da SpaceX e Homem de Ferro da vida real – não parou por aí e anunciou a Dragon V2.

A segunda versão da cápsula espacial parece realmente pertencer ao século XXI. A SpaceX diz que ela consegue levar até sete astronautas à órbita terrestre e depois pousar na Terra – com a precisão de um helicóptero – usando retrofoguetes e pernas retráteis.

E mais: Musk diz que a Dragon V2 consegue pousar em qualquer pista de aviões – não precisa de uma base espacial – e pode então ser imediatamente reabastecida e disparada de volta para o espaço. Confira as imagens:

spacex dragon v2 galeria

A cabine do piloto possui quatro telas e um painel central de controle. No espaço, os sistemas elétricos da cápsula serão movidos a energia solar, capturada por painéis em sua superfície. (Na primeira versão da Dragon, os painéis precisavam ser ativados e abertos separadamente.)

Na apresentação, a SpaceX mostrou a Dragon V2 acoplada à ISS. Ou seja, provavelmente ela continuará sendo usada para transportar itens entre a Terra e a estação espacial.

A parte interna ainda não está pronta: na apresentação, ela conta com o mínimo possível, mas ela receberá outros elementos, como acolchoamento.

Para voltar à Terra, a Dragon V2 possui um escudo térmico de terceira geração, e usa três motores e propulsores SuperDraco para pousar, e ainda conta com paraquedas para casos de emergência.

A SpaceX ainda não revelou quando a Dragon V2 será testada pela primeira vez. Dado que a parte interna ainda precisa ser finalizada, isso pode demorar um pouco. Mas é uma amostra de como iremos ao espaço daqui para a frente. O vídeo completo da apresentação oficial está neste link. [Sploid]