Durante a noite, a SpaceX tentou pousar seu foguete em alta velocidade num navio no Oceano Atlântico. Surpreendentemente, ela conseguiu.

No mês passado, a SpaceX pousou um foguete Falcon 9 com sucesso no navio Of Course I Still Love You após uma missão de reabastecimento para a Estação Espacial Internacional.

Mas desta vez, o foguete chegaria a uma órbita de transferência geoestacionária, expondo-se a velocidades mais elevadas e a um maior aquecimento na reentrada ao voltar para a superfície.

Um dos problemas é que a primeira etapa do foguete teria muito menos combustível para desacelerar a sua descida, aumentando as chances de uma colisão. A SpaceX admitiu ser “improvável” que o pouso seria um sucesso, mas conseguiu mesmo assim.

pouso spacex navio

O foguete estava transportando um satélite de comunicações japonês JCSAT-14 para o espaço, que foi lançado com sucesso pelo Falcon 9 a cerca de 36.000 km de altitude.

O pouso bem-sucedido em uma reentrada mais rápida é outro marco para a SpaceX, que visa aterrissar e reutilizar seus foguetes. Isto veio após uma série de acidentes, quedas e explosões, à medida que a empresa descobria como realizar pousos em um navio. Agora, ela inaugurou uma nova era para foguetes reutilizáveis, permitindo escolher pontos de pouso em quase qualquer lugar no oceano.

Claramente, ela está ficando muito boa nisso – e Elon Musk tuitou que ele “talvez precise aumentar o tamanho do hangar de armazenamento de foguetes” da SpaceX.


Foto: primeiro pouso da SpaceX em um navio/SpaceX