Steve Jobs se tornou uma lenda por saber o que queria e por ficar em cima de seus designers até obter sua proposta concluída. Mas, de acordo com um novo livro sobre a história do iPhone, ele chegou a insistir que o celular tivesse um botão para voltar. Depois que um de seus funcionários apresentou um bom argumento para o inconfundível botão único no aparelho, ele recuou.

• É mesmo a hora da Apple adicionar carregamento sem fio ao iPhone?
• O novo iPad Pro é incrível, mas não vale o upgrade

O livro The One Device: The Secret History of the iPhone (Dispositivo único: a história secreta do iPhone, em tradução livre) escrito por Brian Merchant, tem ganhado bastante atenção e parece uma tentativa interessante de cobrir a história interna da empresa, conhecida por ser restritiva. Entre os achados de Merchant, temos esta curiosidade:

O celular baseado em toques, que originalmente não deveria ter nada além da tela, iria precisar de pelo menos um botão. Nós o conhecemos bem hoje em dia – o botão Home. Mas Steve Jobs queria que o aparelho tivesse dois botões; ele sentia que era necessário um botão de navegação para voltar. Chaudhri argumentou que era um caso de criar confiança e previsibilidade. Um botão que faz a mesma coisa toda vez que você o aperta: mostra para você as suas coisas.

[…]

“Novamente, esse assunto tinha a ver com um problema de confiança”, diz Chaudhri, “que as pessoas pudessem confiar no dispositivo para fazer o que elas queriam fazer. Parte do problema com outros celulares era que as funcionalidades estavam escondidas em menus, eles eram muito complexos”. Um botão para voltar poderia complicar as coisas também, disse ele a Jobs.

“Eu ganhei essa discussão”, diz Chaudhri

E, assim, a história foi feita. Ficou decidido pela presença do botão único, e Steve Jobs duvidou de seus próprios instintos e escutou outra pessoa.

É interessante que o iPhone meio que ditou o formato para todos os smartphones que vieram em seguida. Mas os concorrentes que optaram pelo Android tinham ali um botão para voltar. Adicionar mais elementos basicamente era a maneira como o Android lidava com as coisas. A simplicidade do iPhone o mantinha diferenciado. Pelo menos naquele momento, Chaudhri entendeu a Apple muito melhor do que Steve.

Essa é uma hora perfeita para a história surgir porque parece que estamos prestes a ver a morte do botão Home. A fabricante de acessórios para celulares MobileFun tem uma boa reputação em antecipar e vazar detalhes do iPhone com meses de antecedência. Neste final de semana, a empresa publicou a inclusão de um protetor de tela de vidro temperado para o iPhone 8:

protetor-tela-iphoneImagem: MobileFun

Essa é a melhor evidência até agora de que o botão Home está oficialmente morto.

[BGR, Forbes]

Imagem do topo: Getty