P: Você colocou uma camcorder no iPod Nano. Por que não no iPod Touch?

R: Originalmente nós não estávamos tão certos de como anunciar o Touch. Era o iPhone sem o telefone? Era um computador portátil? O que aconteceu foi que os nossos consumidores começaram a percebê-lo como uma máquina de jogos. Muitos jogos eram gratuitos na App Store. Os consumidores começaram a nos dizer: "Vocês não sabem o que têm aqui — é uma ótima máquina para jogos, com a tela multitouch, o acelerômetro e tal".

Nós começamos a investir em marketing para este lado, e simplesmente decolou. Hoje em dia nós vemos o iPod Touch realmente como a mais barata porta de entrada para a App Store, este é o grande apelo. Então o nosso foco era simplesmente conseguir reduzir o preço para US$ 199. Não precisamos adicionar mais coisas — nós precisamos é reduzir o preço ao ponto em que todos possam comprar um.

Aí está. Steve diz que o motivo para o iPod Touch não ter uma câmera é simples: as pessoas não querem uma câmera nele. As pessoas só querem um iPod Touch mais barato para jogar, sem câmeras na jogada.

Igual ao Nintendo DSi.

Mas ele pode estar certo sobre o que as pessoas não querem. Tipo quando ele disse que ninguém queria vídeo em uma telinha pequena, e um ano depois a Apple lançou o iPod Video. Ou quando ele disse que as pessoas não queria players de música baseados em memória flash — eles sempre acabam no fundo da gaveta! –, e aí chegou o insanamente legal iPod Shuffle. Ou quando ele disse a maior parte das pessoas não queria rádio FM em players de mídia digital, e aí… ah, vai, esquece. [NYT]