A hora de deitar a cabeça no travesseiro é também a hora de desligar as suas telas, esquecer os seus gadgets e pensar que a única coisa digital nesse mundo são as suas impressões, certo? Hm, não. Errado. Há tecnologias que podem te ajudar a ter uma boa noite de sono – e um bom dia seguinte. Quer conhecer algumas?

Tanto na App Store quanto no Android Market há aplicativos que prometem noites de sono mais tranquilas ou um despertar mais suave.

O Pzizz Sleep (acima, esquerda) é um dos mais populares atualmente. Ele cria trilhas sonoras diferentes a cada noite, especialmente projetadas para que você pegue no sono com mais facilidade. Há também uma versão para as chamadas “Power Naps” – sonecas durante o dia. Ambas as versões estão disponíveis para iPhone e Android.

O Sleep Cycle (direita), por outro lado, é exclusivo para iPhone e foca na hora de acordar. O seu funcionamento é interessante: você deixa o app rodando e coloca o iPhone debaixo do seu lençol, de modo que ele sinta o movimento do colchão enquanto você dorme. A lógica é que é possível identificar as diferentes fases do sono pela quantidade e frequência do seu movimento, e o app tenta soar o alarme alguns minutos antes do horário que você definir, em algum momento em que ele julgue que você está em uma fase mais leve do sono – e, assim, em teoria teria um despertar menos traumático.

Se você não acredita em sutileza e acha que a melhor maneira de acordar é no susto, tente o Clocky. Apesar de bonitinho, ele com certeza vai te fazer odiá-lo na manhã seguinte. O Clocky não passa de um relógio despertador normal, com duas exceções importantes: ele faz um barulho estridente realmente alto e ele corre pela sua casa. Sim, você vai deixá-lo tranquilo no criado mudo, mas assim que ele começar a tocar, as suas rodas são ativadas e ele sai correndo pelo quarto, gritando feito um R2-D2 louco de ácido. Você precisa correr atrás do garoto para silenciá-lo. E aí, por que não aproveitar e começar o dia?

Partindo das soluções baratas para as que já podem ser encaradas de fato como um investimento, há o Wake Up Light da Philips, um dos gadgets mais bacanas relacionados à qualidade do sono. Como se sabe, o nosso corpo reage à luminosidade: enquanto estamos dormindo e a claridade aumenta, nosso corpo se prepara para acordar. Por isso o Wake Up Light aumenta gradativamente a sua iluminação, simulando um nascer do sol. Além disso, ele tem rádio FM, exibe as horas, toca sons relaxantes e custa entre 100 e 200 dólares, dependendo do modelo e da loja – mais importação, frete etc, já que não é vendido no Brasil.

No entanto, o maior investimento em tecnologia que você pode fazer para dormir bem não é em nada que os seus amigos geeks vão invejar: um colchão. Muitos colchões incluem tecnologia de ponta que realmente melhoram a sua experiência de sono. Na última CES mesmo uma empresa chamada Vivon mostrou, talvez pela primeira vez na história da feira de tecnologia, um colchão high-tech com diversos módulos massageadores e um controle remoto para comandar a tremedeira, mas obviamente não é necessário ir tão longe. Apenas pense bem no fato de que talvez não seja muito inteligente ser muquirana na hora de comprar a superfície sobre a qual você passa um terço da sua vida. E algumas das mais divertidas, por sinal.

Entre os gadgets mais tradicionais para medição e acompanhamento de sono, dois que se destacam são o Wakemate e o Zeo Personal Sleep Coach. Ambos fazem mais ou menos a mesma coisa: observam os seus hábitos de sono enquanto você dorme, gerando todo tipo de relatório e dando dicas sobre como dormir melhor. Assim como o app Sleep Cycle citado acima, ambos tentam te acordar em um horário em que julgam que você está em uma fase mais leve do sono. A principal diferença entre eles é que o Wakemate é uma simples pulseira que envia os dados para um app no seu Android ou iOS, enquanto o Zeo é uma solução completa de hardware, com um relógio despertador dedicado que se comunica com uma espécie de bandana na sua cabeça. O primeiro custa US$ 60, enquanto o segundo sai por U$ 190. O Adam Dachis, do Lifehacker, testou os dois e achou o Wakemate mais confortável e tão completo quanto o Zeo. Nossos bolsos pequenos agradecem.

Afinal, nada pior do que um bolso vazio para espantar o sono.

E você, utiliza alguma tecnologia – seja simples ou dedicada – para ajudar no seu sono ou no seu despertar? Que tipo de despertador você usa ou gostaria de usar? [Gearfire, Lifehacker, MyLifeScoop,