E se todos aqueles aplicativos de que você depende no trabalho não estivessem presos à pequena tela do seu smartphone? Talvez eles não fiquem mais por muito tempo. Pesquisadores do laboratório Future Interfaces Group, da Universidade Carnegie Mellon, criaram uma nova maneira de projetar o seu smartphone sobre sua escrivaninha enquanto ainda lhe permite interagir com apps de que você precisa usando seus dedos.

• Este projetor com rastreamento de rosto proporcionou um belo espetáculo de dança
• Projetor distorce imagens em tempo real para exibição em superfícies irregulares

Em um estudo que será apresentado no Simpósio sobre Sistemas de Computação Interativa de Engenharia em Lisboa, o estudante de Ph. D. Robert Xiao detalha seu protótipo “desktopográfico”, que usa um retroprojetor customizado equipado com câmera para lançar uma interface de smartphone Android interativa sobre quase qualquer superfície.

Em fevereiro, a Sony demonstrou uma tecnologia parecida, com um projetor de curta distância que conseguia criar uma tela interativa em uma superfície plana. A pesquisa de Xiao leva essa ideia adiante. Seus aplicativos projetados, gerados por um projetor independente com um computador Android embutido, não estão limitados apenas a uma tela retangular, mas podem, em vez disso, serem arrastados pela mesa, redimensionados usando gestos de vários toques, minimizados em ícones e até girados para melhorar a ergonomia. A interface também vai funcionar em superfícies não-planas, o que facilita a vida daqueles trabalhadores à distância que preferem trabalhar de suas camas.

Os aplicativos virtuais também podem ser encaixados ao lado de objetos físicos, como acoplando uma calculadora ao lado do notebook que se move para onde estiver o computador. E o sistema é inteligente o bastante para automaticamente reposicionar aplicativos quando algo aparece no caminho. Se um colega de trabalho coloca uma caneca de café descuidadamente sobre o seu bloco de anotações virtual, o app vai se mover para o espaço aberto mais próximo para que você ainda possa vê-lo e interagir com ele.

nkudj82v37oiypj9oppv

A parte provavelmente mais inovadora da tecnologia de Xiao é o projetor em si. Ele é completamente autônomo e feito com um conector de lâmpada na extremidade, então instalá-lo é tão simples quanto trocar uma lâmpada. Várias lâmpadas de projetor poderiam ser instaladas pela casa e sincronizadas pela rede Wi-Fi do local, permitindo aos usuários se moverem do escritório para a cozinha, de lá para a sala de jantar, isso enquanto mantêm o acesso a todos seus aplicativos e arquivos. Parece completamente ficção científica, mas já temos todas as tecnologias necessárias para fazer isso funcionar. Elas só precisaram ser inteligentemente juntadas, como Xiao fez.

Você não vai sequer ter que se preocupar com o seu smartphone virtual ficando sem bateria, porque o hardware do Desktopography puxa toda sua energia do soquete de lâmpada. Além do projetor em si, o único outro equipamento de que você precisaria para usá-lo seria uma lâmpada próxima de onde você quer trabalhar. Então bastaria uma visita a alguma loja para tornar sua mesa de trabalho algo que pareça ter saído de Star Trek.

[Desktopography – Supporting Responsive Cohabitation Between Virtual Interfaces and Physical Objects on Everyday Surfaces]