Uma galera entrou no hype de um jogo que não foi nem lançado. Alguns estão tão empolgados que estão dispostos a desembolsar milhares de dólares em uma edição limitada de uma placa de vídeo só para mostrar o quanto são fãs. No momento, existem vários leilões no Ebay para as RTX 2080 Ti edição especial Cyberpunk 2077.

Essas placas foram distribuídas de graça a 77 fãs em fevereiro deste ano. Essa aqui agora está custando US$ 5.100 (cerca de R$ 26 mil) e, como a maioria das pessoas que estão vendendo suas GPUs da edição limitada, esse cara ganhou a placa de vídeo. De graça.

O dono quer se livrar dela porque ela “vale mais do que toda a configuração atual do meu PC, mesmo no valor mais baixo, então não faz muito sentido usá-la, infelizmente”. O vendedor pelo menos é sincero sobre o motivo por que quer vender a placa e como a ganhou, o que eu admiro, mas não acredito que tem gente que pague mesmo tudo isso.

Há quem diga que a raridade que justifica esse tipo de preço. Eu poderia aceitar o argumento se fosse qualquer outra coisa e não uma GPU Nvidia da atual geração com uma tinta amarela e o logotipo de um jogo cuja data de lançamento foi adiada para setembro de 2020. Eu poderia até aceitar se esses cartões fossem originalmente comprados pelas pessoas que os estão vendendo. Ou se foram autografados pelos próprios Mike Pondsmith, Bruce Bethke ou William Gibson. Mas nada disso é verdade.

É melhor gastar US$ 5.000 em obras de arte raras para decorar suas paredes. Ou até mesmo um PC com configuração de topo de linha. Ou talvez algumas máscaras N95 para hospitais que precisam delas. Ou crianças de baixa renda que precisam de um computador para a escola. O jogo em si não faz com que esta GPU valha cinco vezes mais que seu preço normal.

O que você faria com uma placa de vídeo amarela de US$ 5.000? Colocaria na prateleira para ficar pegando poeira? Deixaria dentro da caixa onde ninguém poderia vê-la? Colocaria no seu PC para ela perder valor já que ela se tornaria uma placa usada? Se você ganhou de graça, é uma escolha razoável, porque você não está perdendo dinheiro no processo.

Mas eu entendo: esse é um item de luxo. Se as pessoas querem gastar uma quantia estúpida de dinheiro com isso, elas gastam. Mesmo sabendo que o vendedor a ganhou de graça. Se alguém estiver vendendo uma dessas para pagar o aluguel, eu entendo. Mas não vale US$ 5.000. Nem mesmo perto disso. Especialmente quando não há nada de diferente no hardware em si. Deveria ser uns US$ 100 ou US$ 200 a mais por ser um item de colecionador, no máximo.

Talvez Cyberpunk 2077 seja considerado um dos maiores jogos de todos os tempos. Se isso acontecer, e somente se isso acontecer, essa GPU de edição limitada valerá algo próximo a US$ 5.000. Caso contrário, é como gastar US$ 5.000 em um iMac que nem possui ray tracing. Claro que você pode se sentir bem com sua compra, mas valeu tudo isso?