Um satélite do tamanho de um ônibus escolar – e um dos melhores do mundo – está à venda, agora que a empresa que o detinha entrou em concordata. Mas em vez de deixá-lo enferrujar, uma organização sem fins lucrativos está juntando dinheiro para reutilizá-lo como um gigantesco provedor gratuito de internet para os mais pobres.

Segundo o grupo, serão necessários U$150.000 de contribuições para fazer uma oferta decente pelo agora órfão Terrestar-1. Caso eles vençam, sua órbita será modificada para oferece conexão aos países mais necessitados – de forma gratuita. O grupo também planeja fabricar e distribuir modens de satélite de baixo custo, para facilitar o acesso dos usuários. Eles enfrentarão um monte de chateações envolvendo dinheiro e questões burocráticas para conseguir realmente fazer a ideia acontecer, mas é realmente um belíssimo e ousado plano, e muito nobre também. Países como a Papua Nova Guiné – que tem uma “vaga” em sua órbita onde o Terrestar-1 poderia ficar – tem apenas 2,1% da população com acesso a internet. Um satélite do tamanho de um ônibus para os mais pobres e sem internet faria muita diferença. [Buy This Satellite via Boing Boing]