No mesmo dia em que o CEO da Tesla, Elon Musk, disse a seus funcionários que eles precisavam aumentar a produção “o máximo possível” pelo resto do ano, a empresa supostamente enviou um e-mail informando os trabalhadores em sua fábrica de Fremont, Califórnia, que vai interromper suas linhas de produção do Model S e Model X por 18 dias, começando em 24 de dezembro.

De acordo com uma reportagem da CNBC publicada no sábado (12), a Tesla ofereceu aos funcionários que trabalham nessas linhas de produção uma semana inteira de pagamento e alguns dias de férias pagas. No entanto, os trabalhadores foram solicitados a tirar cinco dias de folga não planejados e não remunerados, embora um e-mail analisado pelo site afirme que haverá “oportunidades remuneradas limitadas” para os trabalhadores apoiarem outras partes da fábrica.

É preciso dizer: estamos vivendo uma pandemia, uma época em que milhões tiveram seus salários suspensos ou horas de trabalho reduzidas. A própria Tesla cortou o pagamento dos trabalhadores assalariados nos primeiros meses da pandemia, de abril a junho, e colocou alguns horistas em licença sem vencimento.

Portanto, seria compreensível que a produção fosse afetada pela pandemia, se este for realmente o caso. A Tesla, no entanto, não reconheceu a realidade do que estamos vivendo em seu comunicado aos funcionários, de acordo com a CNBC. Em vez disso, disse que queria que os trabalhadores “aproveitassem a oportunidade” para descansar e passar mais tempo com suas famílias.

“Gostaríamos que você aproveitasse a oportunidade para descansar ou passar um tempo com sua família, por isso, a Tesla vai oferecer uma semana inteira de pagamento na semana de 4 de janeiro”, dizia o e-mail, transcrito pela CNBC. “Também haverá oportunidades limitadas de pagamento para você apoiar outras lojas ou se voluntariar para entregas durante algum tempo”.

É uma maneira confusa de explicar uma pausa na produção. O Gizmodo entrou em contato com a Tesla no domingo (13) para confirmar o relato da CNBC. Faremos questão de atualizar este post se recebermos uma resposta. Vale ressaltar que não temos certeza se receberemos uma resposta, já que a empresa dissolveu sua equipe de relações públicas em outubro.

Como pode ser visto no e-mail, a interrupção da produção não é tudo que a Tesla mencionou: ela também disse que os trabalhadores poderiam se “voluntariar” para entregar os veículos. Não há nada de errado em oferecer aos seus funcionários oportunidades pagas de entrega de veículos, especialmente se a fábrica estiver enfrentando uma crise de demanda. Porém, esperar que seus trabalhadores entreguem veículos sem receber um pagamento por isso já é outra história. Não está claro se essas oportunidades serão pagas e essa é uma das perguntas que fizemos à Tesla no domingo.

O que torna essa decisão de produção ainda mais confusa é que, no mesmo dia, Musk enviou um e-mail a todos os funcionários solicitando que aumentassem a produção para o restante do trimestre o máximo possível.

“Temos a sorte de ter o problema oportuno de demanda um pouco maior do que a produção neste trimestre”, escreveu Musk. “Para garantir que tenhamos o melhor resultado possível e ganhemos a confiança dos clientes e investidores que acreditaram em nós e ganharam dinheiro conosco, precisamos aumentar a produção para o resto do trimestre o máximo possível. Eu não enviaria este comunicado se não fosse realmente importante”.

A CNBC especula que a interrupção nas linhas de produção do Model S e do Model X sugere que a alta demanda a que Musk se refere não se aplica a esses carros. O site mencionou um recente recall de cerca de 50.000 carros Model S e Model X na China devido a suspensões dianteiras e traseiras potencialmente defeituosas e inseguras em outubro, bem como a expansão da garantia e reembolsos de reparos oferecidos para modelos mais antigos de ambos os veículos que tiveram problemas no sistema em Novembro.

Os carros têm problemas, isso não é segredo. Estamos vivendo tempos difíceis. Isso também não é segredo. Às vezes, a demanda cai para certos carros. Qualquer que seja o motivo da paralisação da produção, é melhor ser transparente em relação a isso, ou pelo menos não fingir que tudo está indo bem e que os trabalhadores passarão mais tempo com suas famílias durante as férias.

A Tesla produziu 145.036 carros durante o terceiro trimestre, 16.992 dos quais eram veículos Model S e Model X. A empresa também produziu 128.044 veículos Model 3 e Model Y.

[CNBC]