A Tesla coleciona algumas controvérsias com a China, incluindo o armazenamento local de dados de clientes e inúmeras reclamações feitas por consumidores chineses estão sendo ignoradas. Agora, mais um caso entra para essa lista: o órgão regulador de mercado da China afirma que a montadora de carros elétricos fará um recall de quase 300 mil veículos.

O regulador de mercado afirma que a empresa tomou essa decisão devido aos riscos de segurança representados pelos sistemas de controle no piloto automático dos automóveis. Aparentemente, esses sistemas são fáceis de serem ativados por acidente, fazendo com que o veículo acelere de forma inesperada.

Conforme relatado pelo Wall Street Journal e pela Reuters, a Administração Estatal da China para Regulamentação do Mercado disse no último sábado (26) que o recall inclui 249.855 sedans Model 3 e veículos crossover compactos Modelo Y, ambos feitos na fábrica da Tesla em Xangai. Também estão no recall 35.665 carros Model 3 importados, todos produzidos entre dezembro de 2019 e junho de 2021.

“Pedimos desculpas pela inconveniência causada por este recall a todos os proprietários dos nossos carros. Continuaremos melhorando a segurança em estrita conformidade com os requisitos nacionais”, disse Tesla na rede social chinesa Weibo. Um porta-voz da companhia se recusou a comentar o caso ao WSJ.

Este é o primeiro recall da Tesla feito especificamente para carros fabricados na China, e pode ser concluído remotamente pela internet com uma atualização de software para os sistemas de controle dos carros. O update está sendo fornecido pela montadora sem custo adicional.

Assine a newsletter do Gizmodo

Entraves com a China

Em outubro do ano passado, a Tesla fez o recall de quase 30 mil Model S e Model X importados da China por causa de problemas com os sistemas de suspensão dos veículos. A preocupação de que os carros da empresa pudessem ser usados ​​para espionagem levaram a China a proibir os automóveis da montadora em instalações militares. Além disso, segundo a Bloomberg, algumas instituições governamentais locais analisam os carros da Tesla usados seus funcionários.

Enfrentando a pressão do governo da China, a Tesla estabeleceu um data center no país em maio deste ano. O servidor armazenar dados coletados dos carros de seus clientes chineses. Manifestantes também ofuscaram a apresentação da Tesla na edição mais recente do Salão do Automóvel de Xangai, para chamar a atenção para reclamações de consumidores chineses sobre problemas com seus carros.