Os cães nos amam há milhares de anos, apesar das muitas falhas e fraquezas da humanidade. Uma nova pesquisa sugere que cães foram domesticados a partir dos lobos apenas uma vez – foi o necessário para que os cãezinhos e a pessoas formassem uma aliança eterna.

• Um cachorro sabe se ele é um bom garoto?
• A história por trás da foto deste astronauta é tão legal quanto seus cachorros

O estudo, publicado nesta semana na Nature Communications, analisou os genomas de dois cães alemães antigos: um com 7.000 anos de idade e outros 4.700 anos. Os pesquisadores compararam seus dados de DNA do cão com o genoma de um cão de 4.800 anos de idade da Irlanda que outros cientistas estudaram em 2016 e também com os genomas de cães modernos. Nesse estudo, publicado no ano passado na Science, os pesquisadores apresentaram uma ideia de “dupla origem” de que cães foram domesticados a partir dos lobos em duas ocasiões distintas, na Europa e na Ásia. Porém neste estudo recente, os pesquisadores escreveram que seus cães antigos “predominantemente compartilham ancestralidade com cães europeus modernos”. Em outras palavras, pode ter havido uma única origem, embora a localização precisa da onde os cães foram domesticados pela primeira vez ainda seja um tanto misteriosa.

“Chegamos à conclusão de que nossos dados, que consistia de três genomas neolíticos de DNA pré-históricos e de milhares de cães modernos de todo o mundo, sustentam apenas um único evento de domesticação de um grupo de lobos em algum lugar da Eurásia entre 20.000 e 40.000 anos atrás” disse Krishna Veeramah, professora assistente de ecologia e evolução da Universidade Stony Brook, ao Gizmodo. “Além disso, a maioria dos cães que as pessoas mantêm como animais de estimação hoje são provavelmente geneticamente descendentes dos cães que viveram entre os primeiros fazendeiros europeus há 7.000 anos atrás, e talvez até há 14.000 anos, quando as pessoas ainda estavam praticando um estilo de vida do caçador-coletor”.

Os cães foram o primeiro animal a ser domesticado por seres humanos. Qualquer pessoa que possua um gato pode confirmar que os felinos foram definitivamente domesticados muito tempo depois. Embora este novo estudo não encerre o assunto sobre quantas vezes os cães foram domesticados, ele oferece uma solução convincente e simples.

“A princípio você pode questionar, ‘de que importa se houveram um, dois, três ou mesmo quatro eventos de domesticação?’”, Veeramah explicou. “Mas se você está tentando descobrir como e por que isso ocorre, é importante saber se foi um ou mais. Humanos e lobos provavelmente viveram na mesma região durante talvez 40.000 anos. Então, se o processo de domesticação só ocorreu uma vez, isso nos diz que provavelmente foi muito difícil de fazer”.

A humanidade está evoluindo constantemente, se reinventou e se atrapalhou diversas vezes no decorrer de milhares de anos. Mas nessa nuvem caótica e errática que chamamos de vida, pelo menos uma coisa permanece verdade: cachorro é uma coisa muito boa.

[Nature]

Imagem do topo: Getty