De acordo com um artigo da Rolling Stone, criadores de conteúdo e profissionais do sexo inscritos no OnlyFans afirmam que o TikTok excluiu suas contas nos últimos meses por violar as políticas de sexo e nudez da plataforma. Da meia dúzia de usuários com quem a revista falou, todos disseram que seus vídeos não violavam as regras do aplicativo, e acreditam que foram proibidos porque suas biografias estavam vinculadas às contas do OnlyFans.

O OnlyFans é uma plataforma baseada em assinatura, na qual os criadores cobram dos fãs para conceder acesso a conteúdos individuais ou em conjunto. E embora nem todo mundo faça postagens sexualmente explícitas, o site ganhou fama justamente nesse tipo de mercado. Sua popularidade explodiu em 2020 em grande parte graças ao TikTok, quando os utilizadores começaram a migrar para o app de vídeos curtos.

As diretrizes do TikTok proíbem os usuários de postar ou compartilhar conteúdo nu ou sexualmente explícito, e suas regras de proibição de exploração sexual foram recentemente expandidas para incluir “conteúdo que retrata, promove ou glorifica a solicitação sexual, incluindo oferta ou solicitação de parceiros sexuais, bate-papos ou imagens sexuais, serviços sexuais, conteúdo sexual premium ou câmeras de sexo”.

Muitos dos criadores com quem a Rolling Stone conversou tiveram suas contas excluídas em novembro, antes que o TikTok atualizasse suas diretrizes e, independentemente disso, eles disseram que não incluíram um link direto para a conta no OnlyFans. Em vez disso, eles usaram um link que redirecionava a aplicativos de terceiros, como é o caso do Linktree – uma página usada para vincular múltiplos perfis de redes sociais em um só lugar.

Ally Hardesty, uma profissional do sexo que tinha 40.000 seguidores antes do TikTok cancelar sua conta no mês passado, disse que, enquanto postava conteúdo adulto no OnlyFans, no app de vídeos curtos ela sempre aparecia vestida de moletom ou pijama. Isso não foi suficiente para a ferramenta manter seu perfil, que acabou deletado com base na política de proibição de nudez e atividades sexuais do aplicativo. Hardesty acredita que o TikTok removeu sua conta porque ela vinculou a conta do OnlyFans em sua biografia.

Outra criadora do OnlyFans, Lydia Love, afirmou que inúmeras garotas que ela conheceu passaram pela mesma experiência, no que ela descreve como “uma varredura [de perfis] sem explicação [alguma]”.

Um representante do TikTok confirmou que “não permitimos conteúdo que comprometa, promova ou glorifique a solicitação sexual, nem autorizamos contas que tentam redirecionar o tráfego [para outros sites]”, o que na prática inclui OnlyFans. No entanto, ele se recusou a comentar por que a plataforma não adota a mesma estratégia para usuários que colocam links de outros serviços, como é o caso do Twitter, Instagram ou YouTube.

A empresa também não forneceu uma explicação para o motivo pelo qual parece abrir uma exceção a usuários com mais seguidores. Bella Thorne, por exemplo, é uma atriz e modelo com 5 milhões de fãs no TikTok e que recentemente lançou um canal no OnlyFans. O link de acesso está na bio de Thorne.

Procurado pelo Gizmodo, um representante do TikTok não comentou sobre o assunto, mas disse por e-mail que o bloqueio das contas fazia parte dos esforços de moderação contínuos da companhia para tornar a plataforma segura para seus usuários. A empresa ainda citou as diretrizes da comunidade recentemente atualizadas como justificativa para deletar as contas dos profissionais do sexo e usuários cadastrados no OnlyFans.

[Rolling Stone]