The first feature lets you send an email and immediately archive it from both the compose screen and the reply screen. The second one lets you set up how your Default reply function works, again in both the Compose and Reply sections of Gmail.

A Bloomberg BusinessWeek publicou uma entrevista de onze páginas com o CEO da Apple, Tim Cook. A conversa tratou de vários assuntos — muitos deles já discutidos anteriormente — e traz algumas novidades. Aqui estão os destaques, antes de você lê-la na íntegra.
Sobre a demissão de Scott Forstall e o suposto fato de ele não saber trabalhar em equipe

O ponto principal da mudança (de pessoal) a que você se refere é minha crença que a colaboração é essencial para a inovação — e eu não comecei a acreditar nisso agora. Eu sempre acreditei nisso. Sempre foi uma crença central na Apple. Steve também botava muita fé nisso… Então, como nós continuamos a fazer isso e de uma maneira cada vez melhor? Você tem que ser nota dez em colaboração. As mudanças que fizemos nos levaram a um novo nível de colaboração.

Sobre a convergência entre OS X e iOS, que Cook diz (surpreendentemente, e talvez isso não seja verdade a longo prazo!) que vai continuar a ser um ponto a se levar em conta:

Nós não concordamos com a visão que o sistema operacional para iPhones e iPads deve ser o mesmo que para Macs. Como você sabe, iOS e Mac OS foram construídos sobre uma mesma base. E Craig sempre usou elementos comuns. Então, esta é uma extensão lógica. Os consumidores querem que iOS e Mac OS X funcionem juntos – não que sejam a mesma coisa…

Sobre o Android ser, hoje, basicamente a mesma coisa que o Windows há 20 anos, e porque isso significa que a Apple irá triunfar (mesmo que, se você quiser levar mesmo adiante a analogia, isso signifique que a Apple vai perder no mercado mobile para sempre):

Se você pensar no Android, é quase como os PCs com Windows. O sistema operacional vem da empresa A. A empresa B faz algum trabalho de integração, e talvez os serviços venham de algum outro lugar. Acho que nós sabemos o tipo de experiência para o consumidor que isso produz.

Sobre porque a mudança para o Apple Maps foi totalmente pensada no interesse dos consumidores e não mesmo no dinheiro sobre dados de localização, mas, vamos lá, Tim, também sobre como a Apple estragou completamente o negócio:

Não foi uma questão de dizer, “estrategicamente é importante que nós não trabalhemos com a companhia X”. Nós começamos isso para dar ao consumidor algo que fosse uma experiência melhor. E a verdade é que isso não cumpriu nossas expectativas. Nós estragamos tudo.

Sobre não fazer alguma coisa só porque Steve Jobs teria feito, ou algo que ele já tinha falado que ia fazer mas que significa muito mais agora do que se ele estivesse, enfim, fazendo isso:

 [Jobs] dizia, “Nunca quero que você pergunte o que eu teria feito. Apenas faça a coisa certa.” Ele foi muito claro nisso.

Também há, claro, notícias muito boas sobre a Apple passar a produzir alguns Macs nos EUA. E muito, muito, muito mais. Leia! Perfis desse tamanho — e profundidade — não aparecem com tanta frequência. [Bloomberg BusinessWeek]