Mergulhadores da Ilha Sipadan, na Malásia, perceberam que os tubarões que vivem no local estão com algumas lesões cutâneas. Após uma série de imagens viralizar em abril, pesquisadores começaram a trabalhar para descobrir o que há de errado. Segundo os especialistas, é provável que o aquecimento dos oceanos possa ser o responsável por esta doença misteriosa.

A condição da pele dos tubarões, disseram os mergulhadores, parece ter piorado ao longo do ano passado. As fotos são bastante impactantes: os animais exibem lesões abertas e manchas brancas no topo da cabeça.

Datuk Mohamed Shariff Mohamed Din, professor de veterinária com especialização em patologia de peixes na Academia de Ciências da Malásia, disse ao portal Malay Mail que parece que os animais estão com fusariose, um tipo de infecção fúngica que ataca o sistema imunológico enfraquecido. Pode ser provocado por mudanças na água, incluindo elevação de temperatura e mudanças de pH.

“Na selva, nada pode ser feito para superar o problema”, disse Din. “É um fenômeno natural. Se a mudança climática desencadeou a doença, os animais mais fracos sucumbirão e os saudáveis ​​sobreviverão. Nos oceanos mais profundos, as mudanças de temperatura podem não ser tão severas. Só saberemos se houver relatos de casos semelhantes.”

A equipe que decidiu desvendar o caso em maio passou cinco dias tentando capturar um tubarão, mas não teve sucesso. Ainda assim, os cientistas disseram que analisar um tubarão afetado é crucial para descobrir o que está acontecendo. (Eles disseram que estão planejando tentar novamente este mês.)

Mas há muitas pistas que apontam cada vez mais para a culpa dos oceanos mais quentes. Os especialistas notaram que a temperatura média da superfície do mar em Sipadan era de 29,5 °C no mês passado, um a mais do que a temperatura média em 1985. Além disso, avistamentos de tubarões doentes ocorreram nas mesmas áreas onde o branqueamento de corais — outro impacto da mudança climática — foi relatado. A ilha também é relativamente remota, o que os especialistas dizem que provavelmente exclui a poluição como uma possível causa.

Assine a newsletter do Gizmodo

“Quase certamente podemos apontar o aquecimento do oceano como protagonista do problema”, disse Davies Austin Spiji, biólogo marinho sênior do grupo conservacionista Reef Guardian, à Reuters.

Não é apenas um fungo causado pela mudança climática que assola os tubarões. As indústrias de pesca legal e ilegal também afetaram as populações de tubarões nos últimos anos, devido ao aumento da demanda por barbatanas de tubarão. O governo da Malásia realocou resorts para fora da ilha e proibiu as licenças para pesca, resultando em algum sucesso na recuperação das populações de tubarões.