Quem nunca ouviu alguma mãe dizer que se sentar muito perto da TV pode gerar problemas de visão?

A grande verdade é que elas estão cobertas de razão!

Nos últimos anos, com as telas ficando cada vez maiores e com melhor definição, até que é possível manter uma “distância segura” do aparelho.

O problema é que estatísticas indicam que existe uma tendência para a venda de TVs cada vez maiores, enquanto as casas se tornam menores, principalmente em áreas urbanas.

Como ter uma TV de 65 polegadas em um apartamento de 30 metros quadrados, e conseguir sentar-se a uma boa distância do dispositivo?

Assistindo confortavelmente

Com a nossa cabeça parada, nosso campo de visão tem cerca de 30º de largura. Isso significa que se uma TV for muito grande e sentarmos muito perto dela, teremos que utilizar vários músculos do pescoço e das costas (sem falar os dos olhos) para mexer a cabeça para conseguir ver a imagem inteira.

Por mais que uma tela grande dê uma sensação maior de “imersão”, todo esse movimento de músculos pode se tornar desconfortável ao longo do tempo, principalmente ao maratonar uma série ou assistir a filmes longos.

De forma geral, especialistas recomendam que a TV esteja numa distância em que se permita ver a tela inteira, sem precisar mover a cabeça. Mas isso não é tudo!

O problema da acomodação da visão

Muito além dos problemas musculares de mover a cabeça e os olhos, o assistir TV causa outro efeito que não depende tanto da distância do televisor.

É o caso do fenômeno da acomodação visual. Quando nossos olhos focam em algum objeto fixo a menos de seis metros, eles tendem a se acomodar, deixando de exercer uma força muscular para enxergá-lo.

Em um primeiro momento, essa acomodação pode gerar uma sensação de descanso para os olhos. O problema é se ficamos muito tempo nessa posição.

Em excesso, a acomodação pode gerar dores, visão turva, coceira e, em alguns casos, até a visão dupla.

Neste caso, a TV não é a única culpada pelo problema, uma vez que ficamos o dia inteiro na frente de outras telas, como monitores no trabalho ou mesmo nos celulares.

Além disso, é natural que as pessoas pisquem menos na frente de telas, o que aumenta o risco de desenvolver o problema do olho seco.

Há também estudos que apontam que ficar vendo TV é pior para a saúde do que ficar sentado trabalhando.

O que dizem as fabricantes de TVs?

Não há consenso entre as fabricantes de qual é a distância recomendada para assistir TV.

A Samsung, por exemplo, recomenda que a tela ocupe cerca de 40º do campo de visão do telespectador. Para calcular a distância, basta multiplicar as polegadas da TV por 3,04, para obter os centímetros de distância. Uma TV de 50 polegadas, por exemplo, o resultado da conta seria 152 centímetros (ou 1 metro e 52 centímetros).

Já a Panasonic afirma que a resolução também é importante na hora do cálculo. Para uma TV de 65 polegadas em HD, por exemplo, a melhor distância seria de cerca de 4 metros. Já em 4K, apenas 2,5 metros.

Vale destacar que as fabricantes afirmam que seus aparelhos são projetados para proteger a visão de seus usuários. Alguns modelos também incluem recursos extras de regulação automática do brilho, dependendo do ambiente que a televisão está.

Ou seja, a distância da televisão é importante, mas não é a única coisa a ser avaliada pelos usuários.