Todo mundo aqui lembra que o Facebook comprou o Instagram por um bilhão de dólares, aparentemente do nada. Bem, agora uma outra parte da história talvez esteja surgindo: de acordo com uma reportagem do New York Times, o Twitter também fez uma oferta, mas de US$525 milhões.

O NYT cita fontes anônimas dizendo que o CEO do Instagram, Kevin Systrom, aceitou uma proposta verbal de US$ 525 milhões em março, antes de mudar de ideia e decidir “permanecer independente”.

Então, é claro, aconteceu a aquisição por parte do Facebook. De acordo com fontes do NYT, o Twitter ficou chocado, pois eles se preparavam para fazer uma contraproposta por mais dinheiro – mas a oportunidade nunca surgiu.

A questão aqui vai além de lealdade ao Facebook vs Twitter: o problema é que Systrom declarou ao Departamento de Corporações da Califórnia – que queria saber se a venda foi feita com os melhores interesses dos investidores em mente – que o Instagram nunca recebeu qualquer outra proposta formal de compra. Ele estava sob juramento.

E, se for verdade, isso acrescenta um sabor totalmente diferente à briga recente entre Twitter e Instagram: o serviço de fotos bloqueou a exibição delas no feed do microblog – você precisa clicar no link para visualizá-las. O Twitter também lançou uma função de filtros nas fotos para disputar contra o Instagram.

Além disso, o rumor pode significar algumas questões judiciais no futuro. Até o momento, as partes envolvidas se recusaram a comentar as alegações do NYT. Teremos que esperar para ver como a história se desenrola. [The New York Times]