Se você olhar para o céu nesta agradável noite de segunda-feira, verá um fenômeno que demorará um tempo para ocorrer novamente: hoje é a última superlua de 2014. Aproveite enquanto é tempo – depois disso, só em 2015.

A Superlua é um fenômeno espetacular – ela é enorme, brilhante e belíssima de se olhar. Bem, de certa forma toda Superlua é igual. Mas quão grande será a de hoje? A imagem que abre o post mostra como o tamanho da lua varia nos céus a partir do perigeu (seu ponto mais próximo à Terra) até o apogeu (o ponto mais distante da Terra). A foto em questão foi feita por Catalin Paduraru e mostra a superlua de 5 de maio de 2011, à esquerda, e a microlua na direita.

>>> Veja 16 fotos espetaculares da Superlua

Mas o que é exatamente a Superlua? Salvador Nogueira, do blog Mensageiro Sideral, explica:

A superlua acontece quando duas coisas distintas coincidem: a Lua atinge seu estágio mais iluminado (a famosa Lua cheia) aproximadamente ao mesmo tempo em que chega ao ponto mais próximo da Terra em sua trajetória ligeiramente oval em torno de nosso planeta.

Essa aproximação é chamada de perigeu, e por isso o fenômeno é conhecido entre os astrônomos simplesmente como “Lua cheia no perigeu”. Eis que os astrólogos, sempre com aquele charme sedutor, deram a ela o nome popular que hoje está na boca do povo: superlua.

Para dar uma ideia, a Lua cheia no apogeu está a aproximadamente 405 mil km de distância da Terra. No perigeu (como hoje!), a distância é de aproximadamente 360 mil km, o que faz com que o tamanho aumente em cerca de 14%, enquanto o brilho cresce 30%. E isso faz com que o fenômeno da superlua seja tão belo.

A superlua de hoje não será tão grande quanto a do mês passado – e muito menor que a espetacular vista em 2011 – mas ela será a última de 2014. Por isso vale a pena olhar para o céu na noite de hoje – afinal, a próxima chance de ver nosso satélite natural brilhando tanto será apenas no ano que vem. [Sploid, Mensageiro Sideral]