O Google liberou um pouquinho de informações sobre o Android 3.0, o Honeycomb, no início do ano, mas ontem eles soltaram mais detalhes do novo sistema operacional da empresa. Confira um passeio pelas novidades e expectativas. Spoiler: ele é animal e arruma vários dos problemas mais chatos do Android.

A interface para tablet

A maior mudança no Android 3.0 é o layout da interface. Já que ele foi criado especificamente para tablets, há muito mais espaço na tela inicial para ícones e widgets. Há um contraste visível com o iPad, que apenas alargou a grade de 4×4 ícones do iPhone, colocando ícones maiores e mais espaçados – como você pode ver na tela acima, há muito mais espaço do que você tem em seu smartphones com Android, o que significa que é possível empanturrar cada uma das telas com ícones e afins.

A Barra de Notificação

A barra de notificação foi deslocada para a parte debaixo da tela e foram adicionados alguns botões de navegação – possivelmente eles serão os substitutos dos botões físicos capacitivos que cada smartphone com Android tem e que nós gostamos tanto. Os três botões, da esquerda para a direita, são Voltar, Home, e Aplicativos Recentes. A nova janela de aplicativos recente é bem prática, abusando do espaço extra para exibir ao usuário o estado atual de cada aplicativo aberto.

As Telas Iniciais

As telas iniciais em si são bem parecidas com as de um Android comum, pelo menos no quesito funcionalidade – é possível adicionar atalhos de aplicativos e widgets onde você quiser, deslizar por cinco telas diferentes, e expandir seu baú lotado de aplicativos para acessar qualquer coisa que não esteja nas telas. Fora isso, o lance todo tem esse novo visual 3D que é bem bacana (que nós já vimos e comentamos em nossas primeiras impressões). Desde que o hardware dos tablets aguente essa nova interface, ela é bem impressionante.

A Barra de Ações

Provavelmente a mudança mais bem-vinda da nova interface é o que o Google batizou de Action Bar, ou barra de ações. Em cada aplicativo, uma barra no topo fica reservada para opções contextuais, navegação ou outros botões. O aplicativo de e-mail, por exemplo, tem um novo botão de mensagens e um botão redesenhado no topo. Quando você seleciona uma mensagem, a barra de ações muda para exibir um botão de pasta para mover a mensagem, um botão de marcar como lido, um botão para começar uma nova mensagem e um botão de deletar. E, claro, ele continua com os menus laterais para qualquer ação na lateral.

Por que isso é tão bom? Esses botões são daquele tipo que, na mudança de ciclo para o Android 2.0, ficaram enterrados dentro de menus que você só pode acessar clicando no botão físico Menu. Agora, em vez de ter de ficar apertando a tecla, essas opções estarão disponíveis direto no topo da tela. Sério, essa era uma das minhas maiores reclamações sobre o Android, e eu sempre questionei por que essa barra morreu nas versões 2.x.

Teclado e Copiar/Colar

O novo teclado virtual é uma versão melhorada daquilo que nós já conhecemos, agora com teclas maiores e redesenhadas para maior número de acertos. Mas bacana mesmo é o fato de ele incluir algumas teclas que nós estamos acostumados a ver apenas em teclados físicos completos, como a tecla Tab. Isso sem dúvida deixará os usuários de desktop mais aliviados.

A opção de copiar e colar nunca foi algo necessariamente amigável no Android, mas a versão 3.0 dá um salto na direção certa, tornando a ferramenta muito mais rápida de usar: é só dar um clique longo em qualquer texto e ele selecionará uma palavra. Daí em diante, você pode copiar a área selecionada ou puxar mais palavras do texto. A barra de ações também exibirá os botões Selecionar Tudo, Cortar, Copiar e Compartilhar enquanto você seleciona o texto, o que é muito bom (sério, por que essa barra de ações ainda não estava no Android?). No geral, trabalhar com textos no Android 3.0 será uma experiência muito mais confortável.

Os Aplicativos Otimizados

Não há nenhum aplicativo do Google no SDK do 3.0 (nem Gmail ou Google Talk), mas a rede de aplicativos que não são do Google, como o Navegador, a Câmera, os Contatos e o E-mail, foi atualizada para usar de forma mais eficiente o espaço que sobra num tablet. O navegador tem abas embutidas (aleluia!), sincronia de favoritos com o Chrome (aleluia 2x!), modo Incognito (eba), e sistema para logar automaticamente em sites do Google usando a conta de Google associada ao aparelho. Nem preciso dizer como todas essas novidades são animais. Esses são os tipos de detalhes importantes que nós tínhamos que buscar em navegadores alternativos, tanto no Android quanto no iOS. Esse grande passo é muito importante.

Os outros aplicativos básicos não são exatamente revolucionários, mas estão pelo menos mais bonitos e redesenhados. O aplicativo da câmera é definitivamente bacana (veja acima), e os aplicativos de Contatos e E-mail são basicamente versões com dois painéis dos mesmo aplicativos que nós já conhecemos e gostamos – nada perto da diferença de versões dos Contatos e do E-mail no iOS para iPad e para iPhone. Eles usam bem o espaço, mas não há nada revolucionário (a não ser que você leve em consideração a já comentada barra de ações, que é sem dúvida uma revolução).

O SDK do Android 3.0 e o screenshots fornecidos no fórum do Android Developers mostram apenas a ponta do iceberg de um novíssimos sistema, mas eu já posso dizer que fiquei muito empolgado. Eu sou um feliz usuário de iPad que, até hoje, estava 100% desinteressado num tablet com Android, mas eu tive que engolir minhas palavras no almoço. Para completar, várias das mudanças consertam problemas antigos do Android. Ou seja, com sorte, nós poderemos ver essas modificações nos smartphones com Android também. Dedos cruzados.

E então, o que vocês acharam? Gostaram do novo visual do Android ou ainda há muitas nuvens em cima dos tablets com o sistema? Conte para nós o que você achou.

Android 3.0 Platform Highlights [Android Developers]