Se você gosta ou faz parte do universo da tecnologia, provavelmente, já ouviu falar (e muito) em VPN. Mas para que, realmente, ela serve? Será que você precisa de uma? A VPN é uma ferramenta extremamente poderosa para a segurança de informações pessoais em rede. O acrônimo, que representa uma “Rede Privada Virtual” (Virtual Private Network), permite o tráfego de dados de forma segura e também permite o acesso a uma rede interna de uma empresa, mesmo trabalhando em casa, por exemplo.

Com isso, é mais fácil levar dados de um ponto a outro da rede sem ficar à mercê de cibercriminosos ou da vigilância. A VPN age, em resumo, como uma espécie de firewall, que em vez de proteger seu computador, mantém seguros os seus dados enquanto trafegam pela rede.

Por este motivo, o recurso é especialmente usado por empresas, que gostariam que seus dados, muitas vezes sigilosos, ficassem longe de olhos curiosos. É possível se conectar até mesmo em redes públicas de forma segura e transmitir informações protegidas com a utilização de um serviço de VPN. Graças à criptografia, mesmo que criminosos consigam interceptar as informações, é difícil que eles consigam acessá-las.

Mas engana-se quem acha que só empresas podem usar. Ela também é útil para usuários individuais, que podem usá-las para mascarar seus IPs, de forma a burlar bloqueios de região. Um chinês, por exemplo, poderia usá-la para acessar o YouTube, onde o serviço é proibido por questões políticas, de qualquer lugar. Seu endereço de IP seria substituído pelo do provedor de VPN, liberando seu acesso.

Neste caso, o mais importante é procurar pelo serviço de VPN que conte com servidores no país que tenha o conteúdo que você precisa acessar. Quer usar a Netflix americana? Use uma VPN que tenha pontos de saída nos Estados Unidos. Quer acessar o conteúdo da BBC, do Reino Unido? Procure por um serviço que tenha saídas no Reino Unido.

Além dessas, são inúmeros os motivos para usar uma VPN. Abaixo, reunimos alguns deles. Confira!

Por que é preciso usar uma VPN?

Uma VPN pode ajudar a protegê-lo de algumas formas essenciais:

As VPNs criptografam todos os seus dados transmitidos pela internet

Quando você se conecta a um servidor VPN, todo o seu tráfego de internet é criptografado. Isso significa que ninguém pode ver suas atividades online, nem mesmo seu provedor de internet. E isso significa que seu provedor também não poderá limitar suas velocidades, o que ele costuma fazer quando você realiza alguma atividade que exige muita velocidade, como fazer streaming ou jogar.

A criptografia impede que hackers visualizem informações confidenciais que você insere em sites, como suas senhas. Isso é especialmente importante se você estiver usando uma rede Wi-Fi pública, pois é fácil para cibercriminosos monitorarem sua conexão em redes públicas. Porém, uma VPN garante que, mesmo que alguém roube seus dados, esse alguém não poderá decifrá-los ou sequer entendê-los.

As VPNs bloqueiam sites maliciosos, anúncios e trackers

Sites maliciosos podem baixar malware e trackers no seu dispositivo sem que você perceba. VPNs com proteção integrada ajudam a impedir infecções ao bloquear esses sites antes que eles consigam causar danos. As ferramentas também bloqueiam anúncios e pop-ups. Isso impede que anúncios maliciosos infectem seu dispositivo com malware – o que significa que você pode curtir plataformas de streaming, como o YouTube, livres de anúncios.

Políticas antilogs (no-logs policies)

Políticas antilogs robustas impedem que os provedores de VPN registrem suas atividades de navegação. Se eles não registrarem suas informações, não poderão divulgá-las a agências de vigilância governamental, mesmo que sejam solicitadas a fazê-lo. Isso também significa que, caso a VPN seja comprometida, hackers não conseguirão obter nenhuma de suas informações a partir dos servidores VPN.

Proteção contra vazamento de DNS

Sempre que você acessa um site, seu computador envia uma solicitação a um servidor DNS para identificar o endereço IP do site. Normalmente, essa solicitação passaria pelos servidores DNS do seu provedor de internet, o que revela suas atividades de navegação ao provedor.

Quando você se conecta a uma VPN, suas solicitações de DNS são direcionadas aos servidores DNS da sua VPN. Ocasionalmente, no entanto, seu dispositivo pode redirecionar suas solicitações ao seu provedor de internet sem que você saiba. Resumidamente, a proteção contra vazamento de DNS impede que isso aconteça.

Proteção contra vazamento de IPv6 (IPv6 leak protection)

Embora o IPv6 esteja disponível, quase todas as VPNs ainda usam endereços IPv4. Isso cria potencial para brechas de segurança significativas. Caso seu provedor de internet ofereça suporte ao IPv6 e você acesse um site que também oferece suporte a ele, seu tráfego para esse site será direcionado através do seu provedor, e não por meio da sua VPN. Isso revelaria suas atividades ao provedor – e sua localização real ao site. VPNs confiáveis desativam o tráfego IPv6 para protegê-lo contra esses vazamentos. Você ainda poderá acessar sites com suporte ao IPv6, mas isso será feito através de endereços IPv4.

Depois dessa aula sobre VPN, você percebeu que precisa da ferramenta? A gente ajuda a escolher a melhor para suas necessidades.

Como escolher uma VPN?

Os melhores serviços de VPN têm um bom equilíbrio de recursos, localização de servidores, protocolos de conexão e preço. Alguns são ótimos para uso ocasional, enquanto outros são feitos para burlar restrições de localização que algumas empresas aplicam.

Também tem aqueles destinados a pessoas que adoram fazer download e querem um pouco de privacidade enquanto baixam. Um bom custo-benefício é o NordVPN. Ele é rápido, seguro e fácil de usar. Como ele possui centenas de servidores, espalhados por cada canto do mundo, é fácil contornar bloqueios de acesso específicos de cada região. Caso seu servidor não esteja funcionando, diversos outros funcionarão. Leva cerca de dez segundos para trocar de servidor manualmente, embora usar o botão de conexão rápida Quick Connect seja ainda mais rápido.

Por que escolher o NordVPN?

O NordVPN é completo. 

Ele opera centenas de servidores otimizados para P2P. Eles são pré-configurados com as melhores definições para troca de arquivos entre usuários, de modo que você obtenha as maiores velocidades e uma segurança imbatível. É muito conveniente poder conectar e começar a baixar arquivos sem precisar ajustar as configurações para obter o melhor desempenho.

O NordVPN possui mais de 5 mil servidores, em 59 países. Usando seu recurso SmartPlay DNS, é possível desbloquear bibliotecas internacionais do Netflix, Hulu, Amazon Prime Video e outros 140 serviços de streaming.

Ele é suficientemente rápido para transmitir em alta definição (HD), mesmo que você esteja conectado a um servidor em outro país. É possível, por exemplo, assistir ao Netflix EUA a partir do Brasil sem qualquer tipo de carregamento. 

Além disso, o NordVPN usa criptografia de 256 bits para manter seus dados privados. Esse é o maior nível de criptografia que você pode obter.

Ele não registra suas atividades de navegação, e ainda oferece proteção contra vazamento de DNS/IPv6. Isso significa que não há riscos de que suas atividades de navegação sejam expostas ao seu provedor de internet – e os sites jamais visualizarão sua localização real.

Os apps do NordVPN são muito fáceis de usar. Você não enfrentará nenhum problema para instalar ou configurá-los, caso esteja começando no mundo das VPNs. 

A seção de ajuda no site contém guias de instalação intuitivos para todas as plataformas – e a maioria deles inclui vídeos que fornecem orientação ao longo do processo.

Se você tiver dificuldades ou dúvidas, a equipe de atendimento do NordVPN está à disposição 24/7 via chat em tempo real. Eles são amigáveis e fáceis de conversar. Você pode conectar até seis dos seus dispositivos com uma única conta. 

Para quem trabalha com uma enorme quantidade de dispositivos, essa opção realmente economiza dinheiro. 

Por fim, o NordVPN oferece uma garantia de reembolso de 30 dias sem questionamentos que você pode usar para experimentá-lo sem riscos. A empresa oferece um compromisso de 2 anos por apenas US$ 89, uma economia de 68% e o equivalente a US$ 3.71 por mês.

Confira já!