O CEO do Discord, Jason Citron, indicou em sua conta no Twitter que o aplicativo de comunicação pode ter suporte para carteiras de criptomoedas. A postagem não foi bem aceita por usuários do app que contestaram a ideia e, em alguns casos, até mesmo chegaram a cancelar suas assinaturas.

No tweet, o CEO postou imagens do que parece ser uma versão beta do aplicativo que mostra integração com com carteiras de criptomoedas MetaMask e WalletConnect. Elas possibilitam que os usuários usem Ethereum, uma das principais criptomoedas do mercado de ativos digitais. A postagem foi bem misteriosa e não revelou detalhes sobre quando e nem mesmo se o recurso será lançado de fato.

Uma das principais críticas ao Ethereum é que realizar uma transação com a criptomoeda pode gastar em eletricidade o equivalente ao que uma casa gasta em uma semana. A empresa já prometeu algumas vezes alterar para um sistema que seja menos prejudicial ao meio ambiente, mas até o momento, nada de concreto foi apresentado.

O Discord não é a primeira empresa ligada ao mundo dos games que sinaliza interesse em participar do universo de criptoativos. Companhias como Electronic Arts, Ubisoft e Square Enix, já anunciaram sua entrada ou demonstraram interesse em investir nesta tendência.

Assine a newsletter do Gizmodo

Recentemente, uma imagem de uma pesquisa sobre NFTs, criptoativos colecionáveis exclusivos, que circulou nas redes sociais, indicou que o Discord pode estar interessado em apostar na tecnologia. Isso também não agrada os fãs da plataforma, que temem que os golpes envolvendo esses criptoativos fiquem cada vez mais frequentes.

Recentemente, um colecionador de NFTs perdeu cerca de US$ 1 milhão após ser vítima de um golpe no Discord. E se a moda pega?